Domingo, 25 de Outubro de 2020
CONFRONTO DE LÍDERES

Fast encara Bragantino em busca de consolidar liderança do grupo A1

Após duas rodadas da Série D, a equipe do técnico Ricardo Lecheva tem uma vitória e um empate, somando quatro pontos na competição



86b109a4-a479-4617-bdf1-8412cbebbed2_02F1801E-E927-461B-AC4E-2BA059E51059.jpg Foto: Adilson Nascimento
30/09/2020 às 11:51

Buscando se manter invicto, o Fast clube visita o Bragantino-PA, na tarde desta quarta-feira (30), às 14h (horário de Manaus), no estádio Diogão, em Bragança, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série D. Vindo de empate sem gols contra o Rio Branco-AC, o Tricolor de Aço é o líder do grupo A1 somando quatro pontos e tendo quatro gols de saldo na tabela de classificação, enquanto que o Gigante do Caeté vem de empate por 2 a 2 contra o Atlético Acreano, ocupa a segunda colocação da chave com os mesmos quatro pontos do Fast, só que com dois gols de saldo a menos.

O técnico Ricardo Lecheva relacionou 18 atletas para o confronto desta quarta-feira. Além dos não relacionados e o meia Marco Goiano, que ainda se recupera no departamento médico, os desfalques do Fast para o confronto serão o meia-atacante Charles, que teve um desconforto no músculo aldutor da coxa e o atacante Caíque, diagnosticado com Covid-19.



Com isso, o técnico tem uma dúvida de quem escalar na posição de Charles, já que na última partida, quem entrou no lugar de Caíque foi o polivalente Ítalo. Tendo em que vista que Charles estava atuando na posição de “10”, alternando em alguns momentos com Emerson Bacas, Lecheva pode escolher adiantar Dênis Pedra e colocar o volante Dadá, ou colocar o atacante Edison Negueba e centralizar Bacas.

Com algumas opções no banco de reservas para tomar sua decisão, Lecheva deve colocar em campo: Rangel; Bernardo, Alison, Bernardo Benjamin e Souza; Pelezinho, Dênis Pedra e Bacas; Edison Negueba (João Paulo), Ítalo e Daivison.

Para o Bragantino, a única dúvida do técnico Cacaio é quem substituirá o lateral direito Bruno Limão, que foi expulso ainda no primeiro tempo da partida contra o Atlético Acreano. O mais provável é que o técnico escolha improvisar o zagueiro Ronny Cley por aquele setor. Dessa forma, o Tubarão do Caeté viria com: Axel; Ronny Cley, Romário, Gabriel Gonçalves e Esquerdinha; Ricardo Capanema, Túlio e Paulo de Tárcio; Edicleber, Canga e Rael.

O árbitro da partida será Samuel dos Santos Santos, do Amapá, ele será auxiliador por Acacio Menezes Leao e Robson João dos Reis, ambos do Pará. O quarto árbitro será o paraense Gustavo Ramos Melo e o analista de campo é o Paulo Cesar da Rocha Romano.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.