Publicidade
Esportes
TRICOLOR DE AÇO

Fast faz mistério às vésperas de estreia na Copa do Brasil

Ao mesmo tempo que faz mistério, o Fast estuda bem o Vila Nova, adversário desta quinta-feira 15/02/2017 às 05:00
Show zcr081502 p01
(Foto: Antônio Lima)
Camila Leonel Manaus (AM)

O Fast Clube faz mistério para a estreia contra o Vila Nova. Quanto menos informação o adversário tiver, melhor. Tudo para surpreender, nesta quinta-feira (16), às 20h30, na Arena da Amazônia.

Além dos treinos fechados, o Rolo Compressor se aproveita do fato de ser um time “desconhecido” já que não realizou nenhuma partida oficial em 2017.

“Eles têm pouca informação nossa porque praticamente nós fizemos apenas jogos amistosos aqui e não teve tanta repercussão. Então um jogo como esse é extremamente importante. É o primeiro jogo do ano e tem uma importância muito grande  pelo fato de ser o primeiro jogo da Copa do Brasil e uma vitória nos garante o acesso para a segunda fase”, declarou o treinador fastiano, João Carlos Cavalo.

E se do lado de lá há poucas informações, do lado de cá, o adversário está sendo bem estudado.

“Hoje nós temos bastante material deles. A gente tem mapeado a maneira deles jogarem. Com certeza eu acho que temos tudo para fazer um bom jogo e buscar a classificação. Nós temos boas informações, vimos vídeos, a forma de jogar ofensivamente e defensivamente para não sermos surpreendidos. É claro que cada jogo é uma história, mas dentro de casa, diante do nosso torcedor, dentro do campo que nós consideramos nossa casa, a Arena da Amazônia, a gente precisa fazer um bom jogo”, completou o técnico.

Mas João Carlos Cavalo sabe que apenas informações não são suficientes para garantir a classificação. Para isso, o Fast vem treinando intensamente para a partida. No treino de ontem à tarde, no estádio Carlos Zamith, o plantel realizou trabalho táticos, cruzamentos, bola parada e até cobrança de pênaltis, ajustes finais antes de estrear em 2017.

Além da bola, o trabalho também é com a cabeça dos jogadores. Estrategista, Cavalo sempre tenta passar para os jogadores, que pensar o jogo é importante.

“O que eu tenho colocado para os meus atletas é que a primeira coisa que nós temos que fazer é não tomar gol no primeiro tempo. Temos que ser uma equipe bem concentrada, bem aplicada naquilo que nós trabalhamos e independente da situação vamos em busca do resultado. Nós não podemos sair do primeiro tempo com resultado negativo que aí obriga você a correr duas vezes mais, então o momento é de ter  estratégia de jogo, calma e saber estudar o adversário para aquilo que ele pode nos proporcionar, principalmente no segundo tempo porque nós temos peças importantes no banco e nos dar uma condições de fazer uma boa partida”, finalizou.

Fechando a casinha

Cavalo fala  da importância de não levar gols e a dupla de zaga formada por Fábio Gomes e Thiago Brandão está bem ciente e evitar ameaças à defesa fastiana.

O zagueiro Fábio Gomes falou da importância de se posicionar bem em campo.

“Temos que jogar bem posicionado. Se preocupar não só com um jogador deles mas com todos  para que nada saia errado”, explicou.

Já Thiago Brandão falou que além de posicionamento, é importante inteligência. “Temos que ser inteligentes. Não podemos sair de uma hora para a outra para tentar o gol. Temos que  achar o gol e fechar a casinha pra sair classificado”.

 

Publicidade
Publicidade