Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
WhatsApp_Image_2019-03-12_at_20.49.16_2E79D25D-955B-4F56-8776-A5D63954629A.jpeg
publicidade
publicidade

VITÓRIA BARÉ

Fast goleia Bahia por 4 a 1 e conquista classificação inédita na Copa do Brasil sub-20

Tricolor de Aço atropelou a equipe baiana, que terminou a partida na Colina com dois jogadores expulsos


12/03/2019 às 21:29

A noite desta terça-feira (12) foi de festa para o time sub-20 do Fast Clube. Jogando no Estádio da Colina, em Manaus, o time surpreendeu o Bahia, goleou por 4 a 1 e avançou para a segunda fase da Copa do Brasil da categoria.

Caio John, Luan, Léo e Rodinha marcaram para o clube amazonense que contou ainda com duas expulsões do time baiano para conseguir uma inédita classificação na competição.

"O pessoal tem que respeitar mais a nossa base, valorizar a base. Vi nas redes sociais que o Bahia vinha aqui golear e que o Fast ia jogar apenas uma partida. Eu botei na cabeça deles que nós íamos passar de fase e aconteceu dentro de campo", desabafou o técnico do Fast, Darlan Borges.

Na próxima fase, o Tricolor de Aço enfrenta América-MG ou Marília-MA, com mando de jogo a ser definido em sorteio.

O jogo

publicidade

Aos 18 minutos, Caio John fez bela jogada individual, invadiu a área, foi derrubado e o árbitro apontou pênalti para o Fast. O próprio atacante foi para a cobrança e chutou com força, no alto para abrir o placar para o time amazonense.

O Fast seguiu pressionando, com marcação forte e procurando principalmente as jogadas de contra-ataque. Em uma delas, aos 32,  Klisney foi lançado por Caio John e partiu sozinho do meio-campo. O goleiro do Bahia, Fabrício, saiu da área, fez falta no atacante e acabou expulso da partida. Além da vantagem no placar, o Fast passou a ter também vantagem numérica em campo.

Quando o cenário parecia totalmente favorável ao time amazonense, o Bahia mostrou sua força e, em cobrança de escanteio na área, Lucas subiu mais que a zaga amazonense para empatar o placar de cabeça.

No segundo tempo, o Fast decidiu dar o troco na equipe baiana logo aos 2 minutos, também pelo alto. O gol surgiu após cobrança de falta de Romarinho, em que Luan subiu para disputar com o goleiro e completar para o fundo das redes.

O cenário obrigava o Bahia a se lançar ao campo de ataque em busca da igualdade. O Fast, no entanto, não recuou e conseguiu ampliar o placar aos 19. Após cobrança de falta na área, Léo aproveitou a sobra e encheu o pé para estufar as redes e marcar. 3 a 1 para o Rolo Compressor.

Aos 31, mais um jogador do Bahia recebeu cartão vermelho. O zagueiro Lucas foi expulso após pisar no atacante Caio John. A partir daí, a vantagem do Fast se tornou tão grande que a torcida chegou a ensaiar um grito de "Olé". Com o campo aberto, o Fast conseguiu chegar ao gol mais uma vez aos 40, quando Rodinha avançou no mano a mano com a zaga, cortou para o meio e marcou o quarto do gol amazonense, que transformou a vitória em goleada e fechou o placar.

publicidade
publicidade
Após 10 dias de imbróglio, Fast Clube vai encarar o Manaus na final do estadual
TJD-AM nega impugnação e Manaus é mantido como campeão do returno
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.