Publicidade
Esportes
Prorrogação

Fast vence o Rio Negro na Arena da Amazônia e garante vaga na final do Amazonense

Na prorrogação, Ronan fez o gol que confirmou a classificação do Tricolor para a final do Barezão neste sábado (22) 19/10/2016 às 20:36 - Atualizado em 19/10/2016 às 21:18
Denir Simplicio Manaus

Foi no sufoco, mas o Fast Clube superou o time do Rio Negro e está na final do Barezão Centenário.  O duelo vencido pelo Tricolor apenas na prorrogação,  na noite desta quarta-feira ( 19 ), na Arena da Amazônia , teve contornos de dramaticidade, mas no final, a equipe de João Carlos Cavalo se classificou para a decisão do Estadual 2016.

Como se precisasse vencer, o Fast iniciou a partida mandando no jogo. Aos 3 minutos, Dinamite, o homem mais livre do Tricolor tentou de longe e Pablo pegou firme. Aos 8min, foi a vez do Rio Negro chegar ao ataque com o atacante Branco, mas o chute do camisa 11 parou nas mãos de Edmar Sucuri.                       

O Galo voltou a assustar a meta do elástico Sucuri com chutaço de Branco aos 15 minutos do primeiro tempo. Boa defesa do camisa 1 do Fast. Aos 17min, o Fast tem ótima chance de abrir o placar quando Andrezinho chega na linha de fundo e cruza para Charles, mas Ruan corta antes do arremate do matador do Rolo Compressor.                       

Jogo lá e cá.  Aos 20min, foi a vez de Abuda perder boa chance de colocar o Galo na frente do marcador, mas o atacante rionegrino chutou pra fora. Aos 22min, confusão na cozinha do Galo. Após escanteio, Spicer escora para o meio da pequena área e Dinamite completa para o gol, mas a arbitragem marca impedimento e anula o gol do Fast.                       

Na sequência,  Peninha obriga Pablo a operar verdadeiro milagre pra evitar o gol inaugural do Tricolor. Depois de blitz pra cima da defesa do Galo em que Charles foi derrubado na área,  a bola sobra limpa pra Robinho, que com categoria coloca no ângulo do goleiro Pablo. Fast 1 a 0 pra cima do Rio Negro.                       

Tava fácil. Aos 30min, o mesmo Robinho carimbou a trave do Galo com belo chute no alto. Pablo ficou apenas rezando. Aos 33min, a surpresa, Rodrigo Ítalo arrisca de longe, a bola desviou no meio do caminho e morreu no fundo da meta do goleiro Edmar Sucuri.                       

Antes do árbitro Ivan Guimarães Júnior decretar o fim da primeira etapa o Fast ainda assustou com o atacante Charles e o Galo tentou em cobrança de falta com Alan Bahia. Mas ficou nisso: Fast 1 x 1 Rio Negro.                       

O jogo recomeça e o Fast volta a tomar a iniciativa na partida. Aos 3min, Cassiano cobra escanteio e Thiago Brandão cabeceia pra fora. Na sequência,  Cassiano recebe livre na pequena área, mas demora pra chutar e é desarmado                       

Aos 13min, João Carlos Cavalo coloca em campo sua arma secreta. O veloz Ronan vai pro jogo pra tentar resolver a partida para o Tricolor, que a essa altura estava perigosa. Assim que entrou, Ronan já começa a dar seu show particular. O baixinho recebe pela direita e chuta cruzado, mas a bola é desviada.                       

Sufoco pra cima de Pablo. Em escanteio, a bola sobra ora Thiago Brandão que chuta fraco, depois foi Charles que tentou, mas o camisa 1 do Galo estava esperto e evitou o segundo gol do Fast. Aos 28min, confusão em campo. Marcio e Emerson se peitam em campo e o bate-boca fica tenso.                       

Aos 32min, André Luiz sai para a entrada de Matheus Cavalinho, o filho de João Carlos Cavalo.                       

O restante do segundo tempo foi pura tensão até o apito final da arbitragem. Perto do fim o envelhecido tome do Galo dava sinais de cansaço, enquanto os garotos do Tricolor mantinham a posse da bola.                       

Tempo extra e tensão
Os primeiros 15 minutos da prorrogação foram mornos. As melhores chances ocorreram pelo lado do Fast, que tinha mais gás que o Galo. Aos 9min, Ronan faz um estrago na defesa rionegrina, mas na hora de fazer o gol veio o corte. Aos 11min, foi a vez de Emerson tentar mas esbarrar na defesa do Rio Negro.                       

No reinício da prorrogação, Ronan volta a atormentar a cansada zaga do Galo e quase marca golaço na Arena. Pablo salvou.                       

Aos 3min, Matheus Cavalinho invade a área e de frente pro gol chuta longe. Dois minutos depois foi Emerson que perdeu de frente para Pablo.                       

É uma chance atrás da outra. Peninha recebe livre pela direita e na hora de marcar o gol da classificação a final, chuta pra fora. E haja tensão na Arena .                       

Enfim, aos 11 minutos do segundo tempo da prorrogação, Ronan, sempre ele, recebe com açúcar e com afeto de Charles dentro da grande área e, com frieza, deslocou o goleiro Pablo. Fast 2, Rio Negro 1.

Publicidade
Publicidade