Publicidade
Esportes
CONFRONTO

Favoritismo do Audax é quebrado por 1 a 0 pela Union Española na Arena da Amazônia

Atual campeão da Libertadores Feminina, número de erros do Audax garantiu a vitória da Union Española 19/11/2018 às 20:26
Show jogo 2ae23072 efec 437e b8c4 3ba0a18092bc
Foto: Antonio Lima
Paulo André Nunes Manaus (AM)

Num jogo de ataque contra defesa o Audax, atual campeão da Libertadores Feminina, foi punido pelo excesso de erros e acabou derrotado por 1 a 0 pelo Union Española, do Equador - a partida foi disputada na Arena da Amazônia, na estreia das equipes na competição. O confronto foi literalmente quente: foi diaoutado em meio a 32 graus de temperatura.

As equipes voltam a campo na próxima quinta, na Arena da Amazônia, quando o Audax enfrenta o Hulla às 18h e o Union pega o Penarol às 20h30.

O jogo começou na base do estudo, com muito toque de bola por parte das equipes, mas com supremacia do time brasileiro. E foi o Audax quem levou perigo primeiro com a camisa 10 Renata, logo aos 2 minutos num chute de fora da área, assustando a goleira Estefânia. Aos 13, a número 13 Victoria Kristine ameaçou pegando forte de direita, com menos perigo que a tentativa anterior.

Se por um lado a técnica Ana Lúcia Gonçalves demonstrava calma, por outro o treinador adversário Guerrero Micolta gritou várias vezes com seu time buscando corrigir os erros. Enquanto isso, o Audax passava a pressionar cada vez mais o campeão equatoriano.

Oportunidades

Só aos 23 minutos que o Union Española foi ter sua primeira chance. E quase faz com Paola, que cobrou falta com muito perito tirando tinta da trave da goleira Vivi.

Aos 25, o Audax reclamou de pênalti em Camila, após falta cobrada na lateral direita. O árbitro nada marcou. No lance seguinte, Kerolin Nicol, da seleção brasileira sub-20, foi derrubada na entrada da área. Ela mesma cobrou, mas sem perigo.

A melhor chance do Audax na etapa inicial ocorreu aos 42min num belo voleio de Victoria Kristine, que desperdiçou  - destaque para a jogada de linha de fundo da lateral-direita.

As equipes foram para o intervalo com sentimentos bem distintos: o Audax disposto a consertar seus erros de finalização e o Union Española comemorando não ter levado nenhum gol do atual campeão.

Na volta para o 2° tempo a pressão permaneceu: a 1 minuto Victoria Kristine recebeu na área e tinha tudo pra fazer 1 a 0, mas foi displicente e conseguiu chutar pra fora.

Aos 4, a craque Kerolin Nicoli saiu driblando e, antes de entrar na área, sofreu falta. Kristine chutou na barreira a cobrança e a goleira Estefania segurou o rebote.

Quatro minutos depois o Union teve uma rara oportunidade de ficar na frente numa falta pela ponta esquerda sofrida por Stefania. Paola cobrou pra área e por pouco a bola não sobrou para finalização das atacantes equatorianas.

Aos 15, a 10 Renata pegou rebote na entrada da área, mas o pé não estava calibrado e lá se foi mais uma grande chance do Audax.

A melhor chance da etapa final foi desperdiçada com Maressa Laura, que recebeu cruzamento da direita e que, sem goleiro e "debaixo da trave", tocou por cima do gol.

Quem não faz, leva: aos 30, Karen Sevillano abriu o placar para o Union Española, surpreendendo o Audax. Logo depois, Elena quase amplia em chute forte, numa falta.

Correndo contra o tempo, o Audax tentou acelerar seu jogo, mas esbarrava no nervosismo e na superação das equatorianas. Vitória da zebra na Arena!

Publicidade
Publicidade