Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
Brasil x Itália

Já classificado para final, Brasil virá com mudanças contra Itália

A treinadora Emily Lima entrará em campo com cinco mudanças na equipe que decide primeiro lugar na Copa Caixa de Seleções



745.JPG A treinadora explicou que pretende dar oportunidade a todas as atletas (Foto: Antônio Lima)
14/12/2016 às 08:47

Um Brasil diferente entrará em campo para jogar contra a Itália nesta quarta (13), às 20h15, na Arena da Amazônia. Cinco titulares darão lugar para que outras jogadoras do plantel tenham a oportunidade de mostrar serviço.

“Isso vai acontecer sem problema algum. A gente vai buscar recuperá-las da melhor maneira possível. Nós conversamos com o departamento médico, com o fisiologista também, com o preparador físico e com as atletas também. Seria interessante sim dar oportunidade a todas. Esse grupo tem que pensar que é um grupo de verdade. Que eu cheguei a elas e disse que eu poderia trocar as 11 porque a confiança são em todas”, explicou a treinadora, durante o treino no Carlos Zamith, Zona Leste. No ataque, Emily Lima trocou Debinha por Chu e Gabriela Zanotti por Gabi Nunes. No meio campo Thaisa e Thamires deram lugar à Fran e Camila. Para completar, Mônica deve entrar no lugar de Rafaelle.

Com as alterações, o Brasil deve entrar em campo com Bárbara, Fabiana, Mônica, Bruna, Fran, Formiga, Camila, Bia, Andressinha, Gabi Nunes e Chu.

A técnica Emily Lima explicou que falou com as atletas sobre as alterações e a lateral direita, Fabiana explicou que independente de quem comece como titular, todas estão capacitadas para vencer.

“Nós sabemos que as meninas que vão entrar estão bem preparadas porque nós viemos trabalhando o grupo inteiro e não só as 11. A Itália e uma seleção muito difícil de jogar. A gente vem estudando elas e vamos entrar da mesma forma que entramos no jogo da Costa Rica e Rússia. Entramos para ganhar independente da vantagem do empate”, disse.

Se a escalação não é mistério, a forma como as meninas jogarão é um segredo. Não foi permitido filmar as jogadas de bola parada. O motivo? Evitar vazamentos.

Já classificadas para a final, as duas seleções jogam para decidir quem chega com a vantagem do empate à final de domingo. O Brasil tem uma leve vantagem, já que tem saldo de gols melhor do que o das italianas - 10 a 6.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.