Publicidade
Esportes
Craque

Felipão anuncia nome de jogadores para a competição teste da Copa do Mundo de 2014

Luiz Felipe Scolari anunciará oficialmente, ao lado de seus fiéis escudeiros, o nome dos 17 convocados. Outros seis já foram anunciados por Parreira 14/05/2013 às 09:18
Show 1
Técnico não deve apresentar grandes novidades na lista final
André Viana ---

Acabaram os testes. Agora é pra valer! A partir das 10h40 (Manaus) todas as atenções da torcida brasileira – da imprensa e dos jogadores com esperança de participarem da Copa das Confederações – estarão voltadas para o bairro de Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro, onde o técnico Luiz Felipe Scolari anunciará, oficialmente, ao lado de seus fiéis escudeiros, Flávio Murtosa (auxiliar) e Carlos Alberto Parreira (coordenador), o nome dos 23 jogadores que defenderão a Seleção Brasileira na competição teste para a Copa do Mundo do próximo ano.

Chamado para ser uma espécie de olhos e ouvidos do treinador, o sempre introspectivo Carlos Alberto Parreira decidiu ser a voz, bateu com as línguas nos dentes e soltou o nome de seis jogadores que estarão presentes na lista. Na entrevista concedida a um jornal carioca, Parreira antecipou os nomes dos zagueiros Thiago Silva (Paris Saint Germaine) e David Luiz (Chelsea), do lateral-direito Daniel Alves (Barcelona), do goleiro Julio Cesar (QPR) e dos atacantes Fred (Fluminense) e Neymar (Santos).

Quanto aos outros 17 nomes, existem muitas especulações, mas não devem acontecer surpresas. Como é tradição no histórico das convocações de Seleções Brasileiras, Felipão deve chamar três goleiros. Com o experiente Júlio César garantido, Diego Cavalieri (Fluminense) e Jefferson (Botafogo) são os favoritos para a posição. Na zaga, restam dois nomes para se juntarem ao Monstro Thiago Silva e ao cabeludo David Luiz. Considerado nome certo até o fim no ano passado, Dedé perdeu espaço com a queda de produção e a polêmica transferência do Vasco para o Cruzeiro. Desta forma, Réver, em excelente fase no Atlético-MG, e Dante, titular absoluto do Bayer de Munique, são os mais cotados. Apesar de Parreira ter confirmado apenas Daniel Alves para a lateral, Marcelo (Real Madrid) e Adriano (Barcelona) devem integrar a lista, fechando a defesa.

A convocação de apenas três laterais de ofício (sendo dois deles canhotos) abre espaço para uma vaga a mais na posição de volante. E o jogador que deve se beneficiar, se isso acontecer, é Jean (Fluminense). Polivalente, o camisa 7 do Campeão Brasileiro já foi testado diversas vezes por Felipão na lateral-direita. Mas, dificilmente Jean será titular. Os volantes preferidos de Felipão são: Paulinho (Corinthians) e Ramires (Chelsea). Hernanes (Roma) e Fernando (Grêmio) também têm chances.

Briga boa

É no meio de campo e no ataque, porém, que a briga será intensa. Com apenas os nomes de Fred e Neymar garantidos por Carlos Alberto Parreira, restaram apenas seis nomes, que provavelmente serão; Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG), Oscar (Chelsea), Lucas (Paris Saint Germaine), Hulk (Zenit), Pato (Corinthians) e Leandro Damião (Internacional). Este último, no entanto, pode ficar de fora abrindo espaço para o habilidoso e versátil Bernard, sensação do Atlético-MG, que nunca foi chamado. Faça sua aposta. Felipão já fez a dele. Agora é a hora de mostrar o jogo.

Fifa escolhe árbitros

A Fifa anunciou nesta segunda-feira (13) os dez trios de arbitragem, de dez diferentes países, que irão apitar na Copa das Confederações. Anfitrião da competição marcada para acontecer entre 15 e 30 de junho, o Brasil não terá nenhum representante no apito. Das oito seleções que participarão do torneio, apenas o Japão contará com juízes selecionados para trabalhar no evento. Os 30 nomes escolhidos representarão cinco das seis confederações filiadas à Fifa (a exceção é a Oceania) e foram selecionados pelo Comitê de Arbitragem da entidade a partir da lista de candidatos a árbitros da Copa do Mundo de 2014.

Além de três árbitros japoneses, a Copa de Confederações terá outros nove trios dos seguintes países: Usbequistão, Argélia, El Salvador, Argentina, Chile, Alemanha, Portugal, Holanda e Inglaterra. Em 2009, quando ocorreu a edição passada do torneio, na África do Sul, nove trios foram selecionados pela Fifa.

Entre os eleitos para arbitrar nesta edição da Copa das Confederações, os três nomes mais conhecidos do público são o inglês Howard Webb, que apitou a final da Copa de 2010, o português Pedro Proença e o chileno Enrique Osses. O último deles comandou o primeiro jogo da final da Copa Libertadores de 2012, entre Boca Juniors e Corinthians, em Buenos Aires. Já Diego Hernan Abal é o outro sul-americano, que comandará o trio de árbitros argentinos nesta Copa das Confederações.

Mais 200 mil ingressos

Restando menos de 48 horas para o encerramento da penúltima fase de venda de ingressos para a Copa das Confederações, a Fifa anunciou nesta segunda-feira que ainda existem mais de 200 mil entradas à disposição do público interessado. De acordo com o último balanço da entidade, já foram vendidos 622.613 dos 826.628 ingressos colocados à disposição dos torcedores para o torneio. No balanço anterior, apresentado na terça-feira passada, a Fifa revelou que 588.178 entradas tinham sido vendidas. Assim, em quase uma semana, pouco mais de 34 mil ingressos foram comprados pelos torcedores.

A atual fase de comercialização dos bilhetes é realizada apenas pela internet, no site www.fifa.com/ticketing, e vai se encerrar às 10h (Manaus) desta quarta-feira (15).

Depois disso, a última fase para adquirir os ingressos da Copa das Confederações começará no dia 1º de junho. Na ocasião, os torcedores poderão adquirir as entradas através do site e também nos nas bilheterias dos seis Centros de Ingresso da Fifa em cada uma das seis cidades que receberão jogos do torneio (Brasília, Rio, Salvador, Recife, Fortaleza e Belo Horizonte).

“É demais ver como a torcida brasileira realmente está aproveitando a oportunidade que a Copa das Confederações representa. No entanto, ainda há alguns jogos com ingressos disponíveis, incluindo a decisão do terceiro lugar, em Salvador”, disse Thierry Weil, diretor de marketing da Fifa e responsável pela venda dos ingressos.

Publicidade
Publicidade