Publicidade
Esportes
Craque

Felipe França consegue três índices no Brasileiro sênior e bate recorde da competição

Felipe França bateu o próprio recorde no último dia de competições em Palhoça, Santa Catarina 19/12/2015 às 17:32
Show 1
O tempo de Felipe França neste sábado superou o próprio recorde de campeonato, 1m00s31, feito na competição de 2013, em Porto Alegre.
ACRITICA.COM* Manaus (AM)

O último dia do Campeonato Brasileiro Sênior, neste sábado (19), teve seis novos índices olímpicos e duas marcas da competição. A disputa dos 100m peito masculino, intensa desde 2008, teve três atletas nadando abaixo de 1m00s57, tempo mínimo determinado para entrada no time que disputará os Jogos Olímpicos Rio 2016: Felipe França (59s56), do Corinthians; Felipe Lima (1m00s09), do Minas Tênis; e Pedro Cardona (1m00s41), do Pinheiros. O quarto colocado, João Gomes Júnior; do Pinheiros, chegou perto do índice da prova, com 1m00s61. O tempo de França supera o próprio recorde de campeonato, 1m00s31, feito na competição de 2013, em Porto Alegre.

“ A primeira coisa importante foi tirar o peso das costas - brincou Felipe - Estou treinando bem mais, ainda não estou totalmente descansado, mas graças a Deus deu tudo certo. A meta é sempre tentar diminuir o tempo. Até o Maria Lenk (Troféu Maria Lenk, em abril do ano que vem e última seletiva olímpica), tenho que continuar treinando muito, controlar a alimentação e segurar a ansiedade”, disse França.

Felipe Lima comemorou ter conseguido baixar do índice logo na primeira chance.

“Primeira página virada, primeiro passo dado. Primeira seletiva olímpica é muita pressão em cima de todo mundo, ainda mais sabendo que já têm três atletas nadando abaixo do índice, mas natação é assim, feita de superação. Todo mundo tem sua chance e a primeira já foi dada. Agora é vir para a etapa da noite (Torneio Open) e conquistar um melhor resultado do que o de agora de manhã”, afirmou Lima. Já Cardona, 4º colocado nos 50m peito do Mundial Junior de Dubai/2013, sabe da grande disputa que ainda terá pela frente já que "a disputa nos 100m peito está muito forte. Acho que à tarde posso fazer melhor pois deslizei muito no final".

Entre os velocistas, Bruno Fratus (21s66) e Marcelo Chierighini (22s17), ambos do Pinheiros, nadaram os 50m livre abaixo do índice olímpico, 22s27. Etiene Medeiros, do Sesi/SP, cada vez melhor, nas provas rápidas do estilo livre, bateu o recorde de campeonato e também fez marca para as Olimpíadas com seus 24s96 que superaram com facilidade os 25s28 estabelecidos.

“É bom estar fazendo o índice, ver que estou conseguindo. Como falei antes, nem sempre as coisas saem como a gente planeja. Às vezes nos surpreendem. Vou analisar com o meu técnico (Fernando Vanzella) o que vamos fazer para a nossa programação da Olimpíada. Quero fazer tudo o que eu posso nas seletivas e depois sim definir”, disse Etiene.

Bruno abriu o revezamento 4x50m livre no primeiro dia com 21s37. O tempo não valeu como índice, pois ele disputou a prova individual, mas foi válido como segundo tempo do mundo no ano, só perdendo para o francês Manadou (21s14) , e para mostrar que ele está no caminho certo para a briga pelo pódio em 2016.

“O objetivo foi cumprido. No revezamento era vencer a prova e hoje, conquistar o índice. Hoje à tarde a ideia é nadar mais rápido. Pela manhã ainda estamos um pouco dormindo. Foi um ano bem intenso e feliz. Ganhei as três principais competições nacionais (Troféus Maria Lenk e José Finkel e Brasileiro Sênior), medalha nos Jogos Pan-Americanos e medalha no Mundial dos Esportes Aquáticos de Kazan. Ano que vem vai ser ainda melhor”, analisou.

Os atletas mais eficientes, ou seja, os que marcaram mais pontos para seus clubes foram Leonardo de Deus, do Corinthians, que somou 31 pontos para o Corinthians, e Etiene, que fez 87 pontos para o Sesi. Etiene foi também a atleta mais técnica da competição pelo desempenho nas provas de 100m costas e 100m livres, ambas com um índice de 962. Entre os homens, Felipe França foi o mais técnico pela prova de 100m peito, com um índice de 981.

Pinheiros campeão - O Esporte Clube Pinheiros conquistou o Troféu Daltely Guimarães / Brasileiro Senior pela nona vez, com 458,50 pontos. Na sequência vieram Minas Tênis, 367,50, e Corinthians, 270,50 pontos.

*Com informações assessoria da CBDA


Publicidade
Publicidade