Segunda-feira, 10 de Maio de 2021
FRUSTRAÇÃO

Feminino: 3B é eliminado e dá adeus ao sonho do acesso

Sempre dominante na fase de grupos, clube jamais venceu uma partida de mata-mata em 3 anos disputando a competição



1459F1A1-A41B-4E0C-B4D6-3B472AC8996A_B18390F5-1EF8-404D-AC16-6906CD1DD5AE.jpeg Foto: João Normando
28/11/2020 às 17:15

Fera na fase de grupos, indefeso no mata-mata. Esta é a sina do 3B da Amazônia, que pela terceira vez consecutiva, foi eliminado do Brasileirão Feminino - Série A2, jogando na Arena da Amazônia.

Neste sábado (28), as comandadas de Hugo Macedo empataram em 1 a 1 com o Real Brasília-DF, pelo jogo de volta das oitavas de final da competição. Como o clube do Distrito Federal havia vencido na ida por 1 a 0, o 3B deu adeus ao sonho do acesso à elite do futebol feminino.
O jogo
Mesmo jogando com a vantagem do empate, o Real Brasília foi quem abriu o placar. Aos 16, Geovana derrubou Camila Pini dentro da área. Pênalti, que Maiara converteu para as Leoas do Planalto. Com 2 a 0 no placar agregado, a equipe visitante colocou o regulamento debaixo do braço e passou a segurar as investidas do 3B. 

Com dificuldade em furar a retranca adversária, Hugo Macedo fez quatro alterações. Autora do pênalti, Geovana deu lugar à Giselinha, aos 32. E no intervalo, Margareth, Paulinha e Thaís saíram para a entrada de Hillary, Luana Grabias e Cínthia. 



Logo aos 7 da etapa final, o 3B conseguiu empatar a partida, após lindo gol marcado por Nath Pitbull. O cenário ficou ainda mais favorável as Feras, quando aos 17, Rhaizza levou o segundo amarelo após falta cometida e foi expulsa. Além da atleta, o Real Brasília também teve o treinador expulso, por reclamação. 

Mesmo com uma atleta a mais em campo por quase meia hora, o 3B não conseguiu balancar as redes durante o tempo normal. E nem mesmo os 7 minutos de acréscimos foram suficientes para que o clube amazonense conseguisse a vitória pelo placar mínimo, que levaria o jogo para os pênaltis. 

Que fase!
Esta foi a terceira participação do 3B na segunda divisão nacional do futebol feminino. Em todas as edições, o clube se classificou em primeiro lugar na fase de grupos. Porém, a Fera jamais ganhou uma partida na fase de mata-mata, com quatro empates e duas derrotas em 6 jogos. 

Para piorar, todas as eliminações ocorreram na Arena da Amazônia. Em 2018, o algoz foi o Minas Icesp-DF. Em 2019, a Chapecoense-SC levou a melhor após as penalidades máximas. E, este ano, o Real Brasília-DF.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.