Publicidade
Esportes
Craque

‘Ferinhas’ do skate amazonense disputam o Brasileiro da modalidade em Santa Catarina

Samuel Luna e Rener Rodrigues disputarão o lugar mais alto do pódio com mais de cem skatistas de todo o Brasil. A competição aconetece dos dias 11 e 12 de julho no Sul do País 26/06/2015 às 15:15
Show 1
As duas ferinhas do skate amazonense vão representar o Amazonas no Brasileiro, em Santa Catarina.
ACRITICA.COM* Manaus (AM)

Manobras pra lá de radicais sobre rodinhas. Assim será a estreia dos atuais campeões amazonenses Samuel Luna de Oliveira, de 8 anos, na categoria infantil e Rener da Silva Rodrigues, de 13, que representam o Estado no 1º Campeonato Brasileiro de Street Skate. A disputa acontece nos dias 11 e 12 de julho em Blumenau, em Santa Catarina.

A organização espera receber pelo menos mais 110 skatistas de todo o País nas categorias mirim, infantil e feminino infantil. A área de competição será formada por dois quarters pequenos, duas rampas retas pequenas, uma trave baixa, um palco de duas alturas, uma mesa de pic nic e um caixote no chão.

Com pelo menos seis horas diárias de treinamento, Samuel e Rener tem treinado as manobras “na base” com o presidente da Federação Amazonense de Skate Street e Vertical (FASV), Ney “Metal” Maciel que comentou o tempo da garotada dedica para a skate.

“Os meninos são bons no que fazem e o mais importante é que eles amam andar de skate. Eles são dedicados e aprendem as manobras muito rápido. Acredito que teremos resultados positivos nesse campeonato. Mas pra mim, o que vale é o conhecimento que eles irão levar pra toda a vida”, declarou Ney.


As duas ferinhas são alunos da pista de Skate do Centro Estadual de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, administrado pela Secretaria de Assistência Social (SEAS) e a Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Skate e cidadania

Jacy da Penha Luna é agente de saúde e mãe do pequeno Samuel, ela consegue ver as mudanças na vida do filho depois que ele começou a andar de skate.

“Depois do skate, eu passei a ver o esforço e interesse dele. Vejo um futuro para o meu filho. Sinto prazer em fazer o possível para que ele venha treinar. Acompanho os treinos e fico na torcida por ele”, disse a mãe que informou ainda indicar a prática esportiva para outras mães.

“Eu aconselho as mães a incentivarem seus filhos a prática do esporte. É ótimo para o desenvolvimento social e físico das crianças”, concluiu.


A diretora do CECF, Ítala Rodrigues, informou que além dos treinos técnicos, os alunos contam ainda com apoio psicológico e social.

“Entre crianças e adultos temos 120 alunos treinando. Aqui os atletas são acompanhados por uma equipe de profissionais altamente capacitados. No projeto neurfuncional, usamos o skate para o tratamento de crianças com paralisia cerebral e temos tido resultados surpreendentes. Na escolinha tivemos dois casos de crianças que tomam remédio controlado e hoje graças ao esporte radical, elas estão livres dos remédios”, disse a diretora.

Só “feras” no Brasileiro

Participam da competição os atletas que venceram as seletivas regionais em seus estados no ano de 2014. Assim, a disputa em território catarinense terá além dos amazonenses, a participação de skatistas do Rio Grande do Sul, São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco e Brasília.

*Com informações da assessoria


Publicidade
Publicidade