Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
Final do Amazonense de Jiu Jitsu

Final de campeonato define atletas que vão representar o Amazonas no Mundial de Jiu Jitsu

Competições aconteceram por dois fins de semana em Manaus e oito atletas foram gabaritados para representar o Amazonas no Campeonato Mundial de Jiu Jitsu, nos Estados Unidos



1.png Feras do Jiu Jitsu vão representar o Amazonas em competição internacional
12/05/2013 às 15:59

Após dois finais de semana de disputa e com recorde de inscritos – três mil lutadores - o Campeonato Amazonense de Jiu Jitsu chegou à sua final e revelou na manhã deste domingo (12), os oito atletas que vão embarcar para o Campeonato Mundial, que acontece em Long Beach, na Califórnia, de 31 de maio a 2 de junho. A competição envolveu as graduações Branca, Azul, Roxa, Marrom e Preta e foi promovida pela Federação de Jiu Jitsu do Amazonas (FJJAM), com apoio da Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Desporto, Lazer e Juventude (Semdej).

O primeiro a garantir o carimbo no passaporte foi o faixa roxa da Monteiro, Felipe Mike. O jovem de 20 anos é amazonense, mas mora no Rio de Janeiro há um ano. A vinda ao Campeonato foi acaso e sorte do destino. “Não tinha ideia que lutaria o Amazonense, quanto mais que iria para Califórnia. Cheguei há um mês em Manaus, pois minha mãe fez uma cirurgia e precisava dar um suporte. Aproveitei, fiz minha inscrição e agora vou fazer minha primeira viagem internacional e estrear no Mundial”, vibrou  Felipe.

Outro que garantiu a ida para a terra dos gringos foi Vanderlan Alves. A vitória para o atleta teve um gostinho de superação. Afinal, há um mês o faixa marrom adquiriu uma luxação no joelho esquerdo. Mesmo assim, venceu por duas finalizações na manhã de domingo (12). “Esta luxação foi num treino e venho sentindo muita dor desde lá. Mas ao saber que o Campeonato valia vaga no Mundial, não pensei duas vezes e passei por cima de todas as dificuldades. Estou muito feliz e agora é me preparar para representar bem o Estado”, disse o lutador, que faturou o quinto título Amazonense e o segundo Absoluto pelo Estadual.

Para o subsecretário da Semdej e presidente da FJJAM, Elvys Damasceno, o Amazonense deste ano superou todas as expectativas. “Estou muito feliz, batemos todos os recordes de atletas, público e organização. O resultado, com toda certeza, foi devido ao esforço de inovar neste Estadual: Trouxemos o diretor máximo da Confederação, Álvaro Mansur, distribuímos oito passagens para o Mundial, conseguimos selecionar os melhores para a Califórnia de uma forma justa e vamos para os Estados Unidos com uma equipe forte e que com certeza vai trazer medalhas”, afirmou Damasceno.

Combate emocionante

O último dia do Campeonato Amazonense de Jiu Jitsu foi marcado pela luta entre Jéssica Oliveira e Jaqueline Amorim. Conhecidas no circuito nacional e amigas de anos, a dupla famosa da Gracie Barra dividiu o tatame para decidir quem embarcaria para a Califórnia e protagonizou o combate mais emocionante do dia. Jéssica venceu Amorim por três pontos. “Essa luta mexeu muito com meu psicológico. Já esperava lutar com a Jaque e por isso havia uma semana que eu não dormia direito, e ontem (11) só consegui pregar o olho lá pelas três da manhã, pois além de tudo estava com a garganta inflamada. Mas apesar de ter sido difícil, estou feliz, pois vai ser meu primeiro Mundial. Além do mais, a competição me faz esquecer este dia, que para mim é sofrível”, disse Jéssica, que perdeu a mãe, dona Salime Silva, há dois anos.


Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.