Publicidade
Esportes
GINÁSTICA RÍTMICA

Final do Juvenil e classificatórias do pré-infantil agitam Brasileiro de Ginástica em Manaus

Neste sábado, 19, foi dia das ginastas mostrarem todas as suas habilidades nos aparelhos, para as decisões do Campeonato Brasileiro, em Manaus. 20/08/2017 às 06:44
Show fullsizerender
Raicca Tomé, unica representante do Amazonas no Campeonato Brasileiro de Ginástica Rítmica, fez bonito nas suas apresentações. (Foto: Mauro Neto/Sejel)
Jéssica Santos Manaus - AM

Para alcançar o sonhado lugar no pódio no Campeonato Brasileiro Caixa de Ginástica rítmica, que está sendo realizado em Manaus, as ginastas, vindas de várias partes do país, precisaram mostrar toda a graciosidade e perfeição de movimentos nas provas classificatórias da categoria Pré-infantil, e nas finais do Juvenil, que aconteceram na tarde deste sábado,  19, no Centro de Ginástica do Amazonas, localizado na Vila Olímpica de Manaus, Zona Centro-Oeste.

Pré-infantil 

Única representante do Amazonas na categoria pré-infantil, Raicca Tomé (Associação Atlética Adalberto Vale), de 9 anos, contou com a torcida dos seus pais, tios, avós, primos e amigos, que foram assistir uniformizados às suas apresentações nos aparelhos mãos livres e bola. Ontem, 18, ela já havia feito sua apresentação com o arco, e falou do seu sentimento após dois dias tensos de competições. "Acho que eu fui muito bem, me esforcei, cometi alguns errinhos em algumas partes, mas foi tudo tranquilo", disse Raicca. 

A mãe da pequena ginasta, Rebecca Tomé, disse que esta é a primeira competição da filha em um Campeonato Brasileiro, mas se engana quem pensa que Raicca é inexperiente. Isso porque ela já conquistou um resultado gigante, sagrando-se campeã Sul-americana junto com a equipe amazonense, ano passado, na Colômbia. 

"Ela já foi campeã Sul-americana, mas nunca tinha participado de um Campeonato brasileiro, então eu fico tremendo, nervosa, porque ela é a única amazonense da categoria pré-infantil na competição, então a responsabilidade acaba sendo grande. Ontem, ela estava bem nervosa, mas hoje, no dia da competição, estava bem mais tranquila", disse a mãe de Raicca, Rebecca.

Juvenil

Na categoria Juvenil, quatro amazonenses estavam na disputa, mas nenhuma delas conseguiu se classificar para as finais. Apesar disso, a felicidade de participar do Brasileiro falou mais alto do que qualquer medalha. "Minha participação foi muito boa, consegui fazer as minhas séries, com alguns erros, mas saí satisfeita, e hoje vim torcer para a Raicca", disse Micaelly Melo, também da Associação Atlética Adalberto Vale.

O Campeonato Brasileiro Caixa de Ginástica Rítmica teve início na quinta-feira, 17, e vai até domingo, 20, com as finais do pré-infantil. Participam 111 atletas, de 32 clubes, vindos de 14 Estados brasileiros. O evento serve como seletiva para o Pan-Americano de ginástica rítmica, que acontece em outubro na Flórida (EUA).

Publicidade
Publicidade