Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
Craque

Flamengo consegue patrocinador master depois de enfrentar problemas financeiros em 2012

Fontes indicam que o acordo fechado com a Peugeot será válido por três anos e renderá ao clube R$ 45 milhões (R$ 15 milhões por temporada)



1.gif Durante todo o ano de 2012 o clube rubro-negro ficou sem um patrocinador master
18/01/2013 às 11:43

O Flamengo anunciou nesta quinta-feira (17), um acordo de patrocínio com a Peugeot, que estampará a sua marca no novo uniforme rubro-negro. A diretoria não deu detalhes do contrato e convocou uma coletiva para a próxima segunda, quando estes serão revelados, mas fontes indicavam que o compromisso é válido por três anos e renderá ao clube R$ 45 milhões (R$ 15 milhões por temporada).

O objetivo da nova gestão é vender mais duas cotas para a camisa, com os mesmos valores, e promover um rodízio quadrimestral pelo espaço mais nobre do uniforme. No entanto, essa é uma proposta que precisa ser aceita pelo mercado. Sob o comando de Luiz Eduardo Baptista, o departamento de marketing está em negociação com algumas empresas. “O conceito é esse, mas pode sofrer ajustes de acordo com o interesse das empresas”, disse Gustavo Oliveira, vice-presidente de comunicação do Flamengo. Ele não confirmou os valores.

Por todo o ano passado o clube rubro-negro ficou sem um patrocinador master. A nova diretoria acredita que tenha conseguido fechar o novo acordo, com menos de 15 dias no comando, por ter mostrado em pouco tempo que o clube agora tem uma gestão profissional. “Não é um trabalho simples (conseguir os patrocínios). Esta época do ano é um período muito complicado, pois as empresas costumam fechar seus orçamentos para o ano seguinte por volta de agosto, setembro”, destacou Gustavo Oliveira.

Não foi coincidência a direção divulgar, pouco antes de anunciar o acerto com a montadora francesa, a quitação de R$ 8 milhões em débitos com o Refis e a Timemania, referente a um parcelamento não cumprido pela gestão da presidente Patrícia Amorim.

“O pagamento dos 8 milhões evita novas penhoras e demonstra que não estamos aqui brincando de administrar o clube. O Flamengo voltará a ser respeitado”, garantiu o vice-presidente de finanças Rodrigo Tostes, ao site oficial do clube.

Paty não pagou nem o IR

A nova diretoria também divulgou que a auditoria que faz um levantamento da dívida rubro-negra constatou o não pagamento de três anos do Imposto de Renda dos funcionários pela administração anterior. “Vamos precisar de algum tempo, mas o Flamengo vai colocar as contas em dia. O Flamengo mudou”, disse Tostes, informando que os impostos correntes estão sendo pagos em dia.

Somando-se as diversas penhoras de receitas, estima-se que o Flamengo tenha R$ 58 milhões bloqueados pela Justiça para pagamentos de dívidas trabalhistas e com a União. “Vamos renegociar as dívidas duramente, em termos que sejam favoráveis. Estamos implementando uma política séria de pagar a dívida e sanear o clube”, afirmou Gustavo Oliveira.

Estreia

Ainda nesta quinta, antes da estreia no Campeonato Carioca, neste sábado, contra o Quissamã, o Flamengo anunciou a contratação do zagueiro Wallace, do Corinthians. O defensor de 26 anos estava no clube paulista desde 2011, onde quase sempre atuou como reserva.

 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.