Domingo, 05 de Julho de 2020
MÚSICA

Flamengo e Bahia prestam homenagens ao cantor Moraes Moreira

Futebol e seus ídolos inspiravam o compositor que morreu hoje (13)



VALTER_PONTES_F20FA86D-ED39-40F0-BDC5-5B9377F13462.jpg Foto: Valter Pontes
13/04/2020 às 15:05

O futebol sempre esteve entre as paixões do cantor e compositor baiano Moraes Moreira, que morreu nesta segunda-feira (13), no Rio de Janeiro, de infarto agudo do miorcárdio, conforme informou a assessoria de imprensa do artista. O cantor, de 72 anos, fez diversas canções sobre o tema e outras em homenagens a ídolos da bola, como a que reverencia o rubro-negro Zico. 

Quando o craque da Gávea parou de jogar bola, Moraes compôs a canção Saudades do Galinho (2008). Pelas redes sociais, o Flamengo lamentou “profundamente a morte do ilustre rubro-negro” e “desejou força aos familiares e amigos neste momento tão triste”.



O Bahia Esporte Clube também prestou condolências ao ex-integrante do grupo Novos Baianos (1969-1975). “A Bahia e o Bahia choram. Um dos maiores ícones da nossa música e Carnaval, o eterno Moraes Moreira no deixou nesta manhã chuvosa de segunda-feira. Ai, ai saudade, você vai nos matar”. Em 1988, quando o Tricolor sagrou-se campeão brasileiro, Moraes cantava no trio elétrico que percorreu Salvador com Bobô e companhia.

Com mais de 60 discos gravados, Moraes Moreira começou a tocar sanfona aos 12 anos na cidade natal, Ituaçu. Em entrevistas à imprensa, conta que o gosto pelo futebol foi adquirido com o rádio e que apesar de “simpático ao Bahia, era flamenguista”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.