Publicidade
Esportes
Craque

Flamengo fecha com dirigente que ajudou Vasco a voltar pra Série A

Após demitir o diretor executivo de futebol Felipe Ximenes, o Rubro Negro fechou com o Rodrigo Caetano que estava no Cruzmaltino. A vinda do cartola foi um pedido diretor de Vanderlei Luxemburgo 05/12/2014 às 16:30
Show 1
Rodrigo Caetano é o novo homem forte do futebol do clube da Gávea.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

A diretoria do Flamengo parece mesmo empenhada em acertar o planejamento do clube para a próxima temporada. Dois dias depois de demitir Felipe Ximenes do cargo de diretor de futebol do clube, o Rubro Negro acertou com o Rodrigo Caetano. O dirigente, que esteve no comando do futebol do Vasco durante a campanha de retorno a elite do futebol nacional, deve assinar contrato na próxima segunda-feira (8), na sede da Gávea.

A contratação de Rodrigo Caetano, que passa férias na Bahia, foi um pedido do técnico Vanderlei Luxemburgo. Ambos trabalharam juntos no Fluminense em 2013, e desde então construíram uma relação sólida. O Professor Luxa sempre gostou da maneira como o dirigente conduz o futebol e vê com otimismo o projeto rubro-negro para o ano que vêm, diferente do que ocorreu na atual temporada.

A diretoria do Flamengo ainda não deu maiores detalhes sobre a negociação e trata a questão de forma sigilosa. O anúncio oficial só será feito depois da assinatura contratual. Caetano deverá se reunir com o diretor geral Fred Luz e com o vice-presidente de futebol Alexandre Wrobel assim que chegar ao Rio para acertar os últimos detalhes.

A vinda de Rodrigo Caetano é um sonho antigo do presidente Bandeira de Mello. Inclusive, ele foi procurado após a saída de Paulo Pelaipe. Mas na ocasião o acerto não foi feito em razão do contrato em vigência com o Vasco. Livre no mercado depois de ajudar o Cruzmaltino na volta à Série A Brasileirão.

Antes de chegar ao clube da Gávea, o executivo teve seu trabalho reconhecido no Vasco da Gama e no Fluminense. Mesmo depois de duas últimas temporadas não muito boas, o prestígio profissional de Caetano não sofreu abalos no mercado da bola.

Publicidade
Publicidade