Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
Craque

Flamengo vence Atlético por 2 a 0 e é campeão da Copa do Brasil

Após empatar em 1 a 1 no Paraná, o Flamengo venceu o jogo por 2 a 0 e fez sua nação de torcedores feliz mais uma vez



1.jpg O Flamengo fez a alegria da torcida que lotou o Maraca para ver seu time ser campeão
27/11/2013 às 21:47

Um Maracanã lotado com 68 mil torcedores assistiu o Flamengo vencer o Atlético Paranaense por 2 a 0 na noite desta quarta-feira (27) pela final da Copa do Brasil. Após um jogo nervoso com a cara do Flamengo, coube a Elias marcar no fim do segundo tempo o gol do título levando a nação rubro negra à loucura. É o terceiro título do Flamengo na Copa do Brasil. Agora, o time está automáticamente classificado para a Copa Libertadores de 2014.

O Flamengo superou todas as adversidades que lhe foram impostas desde o início do ano e conquistou o tão sonhado título, que era o projeto da nova diretoria para a temporada. A taça é a consagração do técnico Jayme Almeida que tirou o time dos resultados irregulares e o colocou de volta aos trilhos



 O jogo

Empurrado pela torcida o Flamengo começou o jogo se soltando em campo e ainda aproveitou a postura mais contida do Furacão que estava claramente investindo nos contra ataques sem se expor muito.

Paulinho subiu duas vezes perigosamente ao ataque nos primeiros dez minutos de partida.

Aos poucos, o Flamengo foi tomando conta do jogo, controlando a posse de bola e cadenciando as investidas no ataque do rival. Por sua vez, o Atlético se preocupava apenas em ocupar bem os espaços em sua defesa tentando impedir as investidas do rubro negro carioca.

Apesar de jogar na posição de meia atacante, o veterano Paulo Baier ajudava a compor a defesa atleticana com roubadas de bola do Flamengo na intermediária do campo.

Paulinho continuou sendo o jogador mais acionado no ataque do Fla. Bem ao seu estilo, o atacante tentou chutes fortes de fora da área.

Confusão na área atleticana após dividida entre o lateral André Santos e o goleiro Weverton aos 23 minutos de jogo. Jogadores se empurraram e os paranaenses acusaram Santos de deixar o pé de propósito para machucar o goleiro atleticano.

A partir dos 30 minutos o Fla tomou conta do jogo e passou a maior parte do tempo no ataque. Com toques de bola principalmente pelo lado esquerdo do campo, o Mengo tentava envolver a defesa atleticana.

Na melhor chance do jogo, Léo Moura subiu com velocidade na cara do gol mas foi imprensado por Marcelo na hora do chute. O lateral se desequibibrou e mandou a bola para fora.

Luiz Antônio cobrou falta no travessão do Atlético Paranaense e quase abriu o placar aos 41 minutos da etapa inicial. A torcida flamenguista foi à loucura.

Andrpe Santos e Ciro ainda foram expulsos aos 43 minutos pelo árbitro Vuaden após confusão entre ambos jogadores.

O Atlético iniciou a etapa complementar assustando o Flamengo logo aos 4 minutos de jogo. Paulo Baier mandou uma bola pela direita que passou com perigo por cima do goleiro Felipe.

O jogo ficou truncado na intermediária do Atlético que para com falta qualquer jogada do Fla. A marcação paranaense apertou para cima dos cariocas com faltas duras.

Acuado em campo e sem chance de contra ataque, o técnico Vagner Macini sacou Felipe e colocou Dellatorre aos 12 minutos. A mudança sinalizou que o Furacão queria uma bola melhor trabalhada nos contra golpes.

A substituição pareceu ter surtido efeito. Na primeira oportunidade, Dellatorre subiu ao ataque com velocidade mas chutou para fora.

O Furacão passou a agredir um pouco mais o adversário. Mesmo assim, o Flamengo continuou no comando das ações ofensivas e com mais chances de gol.

Aos 20 minutos, Elias entrou na área e tocou para Hernane livre. O’ brocador’ consegue o chute mas Weverton salvou o que seria o primeiro gol do Fla.

A defesa do Flamengo começou a bater cabeça nos contra ataques do Furacão. A defesa carioca cometeu faltas duras para parar as jogadas. Mas Paulo Baier, cobrador principal do Atlético, não aproveitou as duas boas chances de bola parada a partir dos 20 minutos de jogo.

Vuaden deu os dois primeiros cartões do jogo em Samir em Dellatorre por discussão após uma falta de ataque do atleticano, que chutou a bola no adversário caído no chão. Dellatorre chegou a ser agredido com tapas pela defesa flamenguista antes do árbitro Vuaden tomar controle da situação.

Após 30 minutos de jogo na segunda etapa, o cansaço de ambas as equipes se tornou visível. O Atlético tirou proveito e começou a utilizar os flancos deixados pela defesa do Flamengo que não ficou mais compactada como no início da partida.

O volante Amaral salvou bola alçada para Luiz Alberto na área do Flamengo aos 37 minutos de jogo. A nação rubro negra respirou fundo com o lance.

Weverton salvou uma bola certeira de Hernane que bateu de voleio próximo à pequena área aos 40 minutos de jogo.

O time do Flamengo se encolheu no ataque e o Atlético foi para cima nos minutos finais de jogo. O chileno Gonzales entrou para a saída de Léo Moura.

Elias fez o gol do título aos 44 minutos do segundo tempo após boa defesa de Weverton em chute do brocador Hernane. O volante recebeu toque de Paulinho e mandou para as redes do Atlético Paranaense. Flamengo 1 a 0 Atlético Paranaense.

O brocador Hernane ainda ampliou aos 47 minutos para o Flamengo em lance de puro oportunismo. Flamengo 2 a 0 Atlético Paranaense.

Flamengo

Felipe (Goleiro), Léo Moura (Lateral Direito), Samir (Zagueiro), Wallace (Zagueiro), André Santos (Lateral esquerdo), Amaral (Volante), Luiz Antônio (Volante), Carlos Eduardo (Meio campo), Elias (Meio campo), Paulinho (atacante) e Hernane (Atacante).

Técnico: Jayme de Almeida 

Atlético Paranaense

Weverton (Goleiro), Juninho (Lateral direito), Manoel (Zagueiro), Luiz Alberto (Zagueiro), Pedro Botelho (Lateral esquerdo), Deivid (Volante), Zezinho (Volante), Felipe (Meio campo), Paulo Baier (Meio campo), Marcelo(Atacante) e Éderson (Atacante).

Técnico: Vagner Mancini

Trio de arbitragem

Leandro Vuaden (árbitro), Emerson Carvalho (auxiliar) e Marcelo Van Gasse (auxiliar)



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.