Terça-feira, 13 de Abril de 2021
Invicto

Fora de casa, Princesa bate JC por 3 a 1 e segue invicto no Barezão

Gols do Tubarão foram marcados por Frank, Luciano e Guilherme. Jean, já nos acréscimos, descontou para os donos da casa



WhatsApp_Image_2021-04-05_at_17.55.50_159CDA85-94FD-4B49-861E-748BDFFF92D1.jpeg Foto: Marcos Mendonça/JC
05/04/2021 às 18:02

Fechando a 7ª rodada do Barezão 2021, o Princesa foi até Itacoatiara e não tomou conhecimento do JC. Nesta segunda-feira (5), os visitantes bateram o Tigre do Norte pelo placar de 3 a 1, em pleno estádio Floro de Mendonça. Os gols do Tubarão foram marcados por Frank, Luciano e Guilherme. Jean, já nos acréscimos, descontou para os donos da casa.

Sem tempo para lamentar, o JC precisa se recuperar. Afinal, já na próxima quinta-feira (8), o Tigre fará o “Clássico da Velha Serpa” contra o atual campeão estadual, Penarol, no estádio Floro de Mendonça. Será a primeira vez que as duas equipes de Itacoatiara se enfrentarão. Por outro lado, o Princesa - que segue invicto no Barezão com duas vitórias e quatro empates - folga e retorna para o confronto da 9ª rodada contra o Clipper, no próximo sábado (10), no Gilbertão.



O jogo

Vindo de uma vitória de virada sobre o Iranduba, o JC buscava emplacar uma sequência positiva. No entanto, o que se viu foi uma vontade maior do Princesa em construir o resultado. Aos 5, o goleiro Ferrari - estreante do dia - saiu jogando errado e deu a bola nos pés de Frank. O atacante só não balançou as redes porque o zagueiro Paulão, do JC, salvou em cima da linha. Mas no lance seguinte, não teve jeito.

Aos 6, após cobrança de lateral, o volante Tiririca achou Frank dentro da área. O camisa 20 fez a finta no defensor e, de esquerda, tirou do goleiro Ferrari, fazendo 1 a 0 para o Princesa.

Logo após o gol, o JC passou a concentrar a posse de bola e rondou a área adversária, mas sem conseguir fazer boas tramas ofensivas. Mais vertical, o Princesa detinha as principais ações de perigo. Aos 26, Luciano cobrou falta com extrema categoria, obrigando Ferrari a fazer boa defesa.

Vindo de dois empates, o Princesa seguia atacando - principalmente com infiltrações pelo lado esquerdo - com ações protagonizadas por Frank, Guilherme e Luciano, causando sérios problemas à defesa do Tigre do Norte. Aos 39, Frank tabelou com Tiririca e saiu de frente com Ferrari, que fez defesa espetacular no primeiro lance, mas no rebote, Luciano conferiu para o fundo do gol.

Dia do Tubarão

No intervalo, o técnico do JC, Paulo Morgado, fez duas alterações: José Gomes e João Marcos deram lugar a Na Praia e Diego Victor, deixando a equipe mais ofensiva. Dominando as ações no início da segunda etapa, novamente o Tigre passou a rondar a área do Tubarão, gerando preocupação a defesa adversária. Até que aos 15, a blitz deu certo.

Diego Victor recebeu na ponta direita, fez a finta, mas acabou derrubado dentro da área. O árbitro Rafael Ramos Tourinho assinalou a penalidade que o próprio atacante cobrou, mas o goleiro Rascifran voou na bola e fez grande defesa. No rebote, Rosivaldo escorou de cabeça, mas Rascifran ficou com ela.
E seguindo a máxima cruel do futebol de que “quem não faz, leva”, o Princesa respondeu ao início feroz do JC com bola na rede. Aos 19, Guilherme recebe bom cruzamento que veio do lado direito do ataque e, sem titubear, acertou um belo chute de primeira para ampliar ainda mais o placar para o Tubarão.

Em grande desvantagem, o JC buscou diminuir o placar através da bola parada, mas o Tigre não conseguia vencer a defesa do Princesa. De tanto insistir, o time da casa conseguiu chegar ao gol de honra.

Aos 46, Jean precisou ser persistente, pois com a bola teimando em não entrar a favor do JC, o atacante teve que finalizar duas vezes. Na primeira, acertou a defesa, mas na segunda, ele não perdoou, chutando no cantinho e estufando as redes.

João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.