Publicidade
Esportes
Clássico dos Milhões

Freguesia ou Redenção? Vasco e Flamengo se enfrentam na Arena da Amazônia

Flamengo tenta acabar com freguesia e Guerrero, em particular, tenta superar a marcação de Rodrigo 24/04/2016 às 14:22 - Atualizado em 26/04/2016 às 19:05
Show rodrigo guerrero
Além da rivalidade dos times, Rodrigo e Guerrero terão seu reencontro (Foto: Reprodução)
Camila Leonel Manaus (AM)

Vasco e Flamengo duelarão pela vaga na final do Campeonato Carioca na Arena da Amazônia, às 15h. A última vez que o estádio recebeu o clássico dos milhões foi no dia 21 de janeiro de 2015. E em pouco mais de um ano, muita coisa mudou na história do duelo entre os dois times.

A mudança mais visível é que, em 2015, quando jogaram em Manaus, quem ostentava uma sequência de vitórias sobre o rival era o Flamengo. A última derrota para o Vasco havia sido no dia 22 de abril de 2012 – um 3 a 2 no Campeonato Carioca. Desde então, o Flamengo não perdia há oito jogos – quatro vitórias e quatro empates - para o cuzmaltino. Na Arena, o Flamengo venceu o jogo amistoso, por 1 a 0. Depois disto, o rubro-negro venceu mais uma partida no campeonato Carioca por 2 a 1. A partir daí, a freguesia mudou de lado. O Vasco está há oito jogos sem perder, sendo cinco vitórias e três empates.

Foto: Euzivaldo Queiroz

Mas desta vez o “jogo virou” e quem terá que que lutar para quebrar um tabu de invencibilidade é o Flamengo. Tarefa que nenhum clube conseguiu superar em 2016. Invicto no ano, o cruzmaltino acumula uma sequência de 21 jogos sem derrota – a maior sequência do século – a última derrota do Vasco foi no dia 1° de novembro contra o Fluminense.  O time de São Januário além da longa invencibilidade tem também a vantagem do empate contra o Fla por ter feito a melhor campanha da Taça Guanabara. Mas apesar dos bons resultados vascaínos, essa invencibilidade não encanta o clube. Os olhos dos jogadores e da comissão técnica continuam focados no título estadual, assegurou o técnico Jorginho.

“Eu quero meus jogadores concentrados completamente. Nossa maior motivação não é a invencibilidade. Temos motivação da vantagem, para fazer um grande jogo e ir para a final. O principal de tudo mesmo é uma conquista de título”, disse o treinador durante entrevista coletiva.

No desembarque em Manaus o zagueiro Luan comentou que espera um jogo brigado.

"Esperamos um jogo bastante difícil, jogo brigado, ainda mais sendo a semifinal do campeonato", disse.

Já o presidente Eduardo Bandeira de Melo, ao chegar em Manaus falou do carinho da torcida.

"Totalmente em casa. Aqui é impressionante o carinho que a torcida tem”.

Duelo particular

Se o Vasco navega em águas calmas no ano de 2016, o Flamengo vive um ano um pouquinho mais agitado. O time da Gávea passou por alguns “perrengues” neste ano. O time de Muricy Ramalho ficou seis jogos sem vencer e conseguiu garantir a vaga para as semifinais apenas na última rodada da Taça Guanabara.

Mas nas últimas três partidas Flamengo venceu. Marcelo Cirino balançou as redes quatro vezes nos último jogos. Guerrero também marcou, acabando com um jejum de um mês.

Porém, se depender da zaga do Vasco, a vida dos atacantes do Flamengo não será tranquila e favorável. Nos últimos confrontos, Rodrigo tem sido uma pedra no sapato dos atacantes, principalmente de Guerrero. No duelo entre os dois, o zagueiro tem levado a melhor. Ainda não perdeu e nem deixou o jogador balançar as redes de Martin Silva.

Publicidade
Publicidade