Publicidade
Esportes
Os Dissidentes

Fundado após dissidência do Galo da Madrugada, LECOF vem forte no Master

Chamado de Gigante da Zona Norte, a Liga Esportiva Comunitária Oswaldo Frota saiu do Galo para tentar o título no Peladão Master 2017 06/10/2017 às 20:11
Show aii
Diretoria do LECOF promete dar trabalho no Master (Foto: Antônio Lima)
Denir Simplício Manaus (AM)

Gigantes do futebol brasileiro surgiram após divergências entre seus integrantes. Foi assim com o Flamengo, que nasceu depois que alguns jogadores resolveram abandonar o Fluminense e fundar o Rubro-Negro.

A história se repetiu no Amazonas, quando atletas do Nacional decidiram deixar o Leão da Vila Municipal e fundaram o Fast Clube criando assim o aclamado clássico Pai-Filho, uma das maiores rivalidades do futebol baré. E a história parece estar se repetindo atualmente no Peladão Master.

Criado há dois anos depois de uma dissidência do Galo da Madrugada, a Liga Esportiva Comunitária Oswaldo Frota, o LECOF Master promete dar trabalho aos rivais na luta pelo título dessa temporada.

“Comecei no Galo, mas houve algumas divergências e decidi sair. Hoje o Peladão é algo muito disputado e  quem gosta de futebol não quer perder”, enfatizou Barriga, presidente do LECOF Master. Empresário na Zona Norte da capital, Barriga leva o Peladão muito a sério e divergiu na hora de inscrever uma equipe apenas para participar da competição.

“Pra você almejar ser campeão, existe um gasto e muitos não concordaram. E pra não criar confusão, me afastei. Eu, mais outros integrantes, que ainda são  do Galo, optamos por criar o LECOF”, explicou Barriga, que fez questão de afirmar que torce pelo ex-time. “A gente não apoia financeiramente, mas ajudamos do que dá, arrumando o campo... inclusive, no último domingo eles jogaram aqui e nós estávamos aqui dando uma força pra eles”, enfatizou o dirigente. “Tenho muitos parceiros  lá que são amigos mesmo”, completou.

Ex-atleta do Galo da Madrugada, Barriga sonha  um dia voltar à antiga equipe e formar um esquadrão para cantar alto no campo  do Oswaldo Frota. “A gente ainda é Galo, velho! A gente tem uma amizade muito grande, não só no futebol, mas de lazer também. No fundo, no fundo, tenho a esperança de um dia voltar com o Galo, mas não depende só de mim, né?”, revelou Barriga apontando que Galo da Madrugada e LECOF podem voltar a se fundir um dia.

Publicidade
Publicidade