Domingo, 23 de Janeiro de 2022
NAS MÃOS DO TJD

Futebol feminino do Amazonas pode perder representante na 2ª divisão nacional

Por WO no último domingo (28), Iranduba corre risco de ser excluído do Barezão e, consequentemente, ficar fora do Brasileirão Série A2 de 2022. Julgamento ocorre nesta sexta-feira (3), às 16h



51299102903_5ba9cc1bb2_k_07046A27-9ABB-4E7F-9757-C48F50812AE4.jpg Foto: Adriano Fontes/CBF
02/12/2021 às 22:33

Às 16h desta sexta-feira (3), na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD/AM) - localizada na zona Centro-Sul de Manaus -, serão julgados seis processos disciplinares esportivos. Um deles chama atenção, podendo acarretar danos incalculáveis à imagem do futebol feminino no estado.

Representante amazonense na segunda divisão do futebol feminino nacional, o Esporte Clube Iranduba da Amazônia pode - caso seja decidido pelo TJD - ser excluído do Barezão Feminino. Caso isso ocorra, o Hulk não ficará de fora apenas do estadual, como também do Brasileirão Série A2 de 2022 e, consequentemente, sem divisão.

O Iranduba foi enquadrado no artigo 203 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): “Deixar de disputar, sem justa causa, partida, prova ou o equivalente na respectiva modalidade, ou dar causa à sua não realização ou à sua suspensão”. A multa varia entre R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais). Porém, o parágrafo 2 do artigo detalha a seguinte situação: “Se da infração resultar benefício ou prejuízo desportivo a terceiro, o órgão judicante poderá aplicar a pena de exclusão da competição em disputa”. Vale destacar que por ser a primeira instância do processo, pode caber recurso futuro.

Sétimo colocado no Ranking Nacional de Clubes da CBF, a equipe alviverde está sendo julgada por conta do WO ocorrido no último domingo (28), quando com apenas seis jogadoras disponíveis, não pôde duelar contra o 3B no CT da Fera, em jogo válido pelo Barezão Feminino. Foi a primeira vez em sua história que o Iranduba passou por tal situação, o que não o torna reincidente - algo que aumentaria as chances de exclusão.

'Improvável'
É necessário destacar que em casos recentes de WO, o TJD não optou pela exclusão. Em 25 de outubro deste ano, pela Série B estadual, o CDC Novo Aripuanã perdeu por WO para o Atlético Amazonense - em jogo que estava marcado no Carlos Zamith - e, em julgamento realizado no dia 9 de novembro, o clube foi punido apenas com multa, no valor de R$ 500,00 (quinhentos reais).

Um ano antes, o Atlético Amazonense foi quem perdeu por WO para o CDC, pela mesma competição, ao não comparecer no estádio Jabotão, no município de Borba, no dia 12 de outubro. No dia 4 de novembro de 2020, o TJD também aplicou somente multa, no valor de R$ 3.000,00 (três mil reais).

No caso mais recente de WO no Barezão Feminino, ocorrido em 2018, novamente as punições foram resumidas a multa. Outra vez, o Atlético Amazonense perdeu por WO para o CDC - em 12 de outubro do respectivo ano -, ao não se fazer presente na Arena da Amazônia. O Atlético precisou pagar R$ 3.000,00 (três mil reais) e ambos os clubes pagaram R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais) cada, já que não fizeram o pagamento da taxa de arbitragem da partida.

O que pode mudar?
Atualmente, o Amazonas conta com EC Iranduba e JC FC no Brasileirão Série A2 e, em 2022, terá um representante na Série A3. A vaga está sendo disputada no Barezão Feminino deste ano, podendo ficar com 3B, Recanto da Criança, Penarol, CDC ou Tarumã. Em caso de exclusão do Hulk, nenhum clube do estado poderá herdar a vaga na segunda divisão do ano que vem, restando somente o JC.

Além disso, responsável por mais da metade dos pontos da Federação Amazonense de Futebol no Ranking Nacional de Federações do Futebol Feminino da CBF, o Iranduba perderia gradativamente a sua pontuação ao longo dos anos, resultando na queda da FAF no ranking da Confederação, no qual é a atual 7ª colocada.

Pela Série A2 deste ano, o Hulk parou nas oitavas de final da competição, sendo eliminado pelo Atlético Mineiro, que viria a ser o vice-campeão.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.