Publicidade
Esportes
Craque

Futuro incerto: Léo Paraíba dá adeus ao Princesa e ida pro Remo ainda não está confirmada

Destaque do Tubarão no Amazonense 2015 viaja nesta quarta-feira (24) a Belém pra encontro com dirigentes do Leão paraense. Com pré-contrato assinado, o meia-atacante pode não acertar e “pintar” em outro clube do Norte ou Nordeste do Brasil 23/06/2015 às 11:45
Show 1
Léo Paraíba tem 50% de chances de vestir a camisa do Remo.
Denir Simplício Manaus (AM)

Léo Paraíba está de malas prontas para o Pará. O jogador se destacou na equipe do Princesa do Solimões no Barezão deste ano e tem pré-contrato com o Clube do Remo. Apesar da assinatura, o jogador ainda acerta bases salarias com o Leão Azulino e tem propostas de outros clubes do Norte do País. O camisa 11 definirá seu futuro até o próximo final de semana.

“Somente o pré-contrato tá assinado... metade a metade. Se eles cumprirem o que falar eu vou pra lá (Remo)”, afirmou Léo Paraíba, aproveitando pra agradecer o apoio a torcida do Princesa. “Não sei nem o que dizer. Só tenho a agradecer por tudo. Por confiar em mim e pedir desculpas por não ter conseguido o título. Estão de parabéns por tudo”, disse.


Em sua conta no Instagram, Léo Paraíba também aproveitou pra agradecer aos torcedores do Tubarão e externou o desejo de retornar ao clube para atuar no estádio Gilberto Mestrinho, o Gilbertão. “...tô indo, mas quem sabe um dia volto, pra ver o Gilbertão lotado”, diz um trecho a mensagem na rede social.

Especulação

Meia-atacante de velocidade e driblador, Léo Paraíba foi campeão amazonense com a camisa do Nacional em 2014. Como não foi procurado pelos dirigentes nacionalinos para renovar contrato, o jogador fechou acordo com o Princesa em 2015. Questionado se havia alguma esperança de trocar o Leão paraense pelo Leão amazonense, o jogador foi taxativo. “Não descarto (ida pro Nacional), mas não depende só de mim”, declarou.

De viagem marcada para às 8h40, desta quarta, rumo à capital paraense, Léo Paraíba afirmou que só assina o contrato caso os cartolas do Remo cumpram com o combinado no pré-acordo. “Falei ontem (22) com meu empresário. Se eles (dirigentes do Remo) não cumprirem com o que falaram... não assino o contrato”, finalizou.


Publicidade
Publicidade