Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
Pela consagração

Gilmar Popoca tenta maior conquista como técnico do Flamengo

Ex-craque amazonense tem nesta sexta-feira (16) a chance de se sagrar campeão da Copa do Brasil Sub-20 com o Rubro-Negro; diante do Atlético-MG, Popoca tenta a consagração dirigindo os garotos do Ninho do Urubu



content_gilmar_popoca.jpg Popoca e seus garotos do Fla podem se sagrar campeões da Copa do Brasil Sub-20 (Foto/ Flamengo)
16/06/2017 às 11:38

O amazonense Gilmar Popoca está na história do Flamengo. Na galeria dos maiores vencedores do clube, ele é o único campeão como jogador e treinador do tradicional torneio de base Otávio Pinto Guimarães, o famoso OPG. No terceiro ano de base do Rubro-Negro, o profissional, bicampeão brasileiro pelo Fla na época de atleta, tem a chance de conquistar o maior título desde que assumiu a função à beira do gramado nesta sexta-feira (16): a Copa do Brasil Sub-20.

Após o empate em 1 a 1 com o Atlético-MG no jogo de ida, o Flamengo precisa de uma vitória por qualquer placar para garantir o título, que seria inédito. Em entrevista ao site da CBF, Gilmar Popoca comenta a expectativa para a grande decisão e diz que é mais difícil entrar para em uma disputa por título na condição de treinador.



– Jogar é muito mais fácil, porque a adrenalina sai rapidamente. Hoje não posso entrar no campo, apenas passo informações. Fico com muita vontade de estar ali e participando, mas a vida vai te dando uma tranquilidade. Sei que vai ser um grande jogo, a emoção vai estar aflorada, mas estou bem tranquilo. Procuro me concentrar muito e tento ter um controle, porque o meu comportamento reflete neles. É importante proporcionar um ambiente leve para eles. Quero só que eles entrem e vou manter o meu controle e minha tranquilidade para tentar conquistar esse título, que seria tão importante para nós – destacou. 

Preparação de gente grande

Ao longo da semana, o Flamengo utilizou a estrutura do time profissional, no Centro de Treinamento do Ninho do Urubu, para fazer a preparação. Os jovens rubro-negros trabalharam com uma intensidade grande e as atividades foram marcadas por muitas disputas de bola e divididas fortes. Gilmar Popoca explica o motivo de ter adotado este tipo de dinâmica.   

– É uma característica nossa fazer os treinos bem competitivos. Gero uma competição entre eles, alimentando uma rivalidade, mas com controle. Converso sempre com eles e falo que mesmo próximo da decisão, quero um treino como se fosse o jogo. O coletivo é o que mais se aproxima da partida. É preciso treinar forte para se aproximar da realidade. Eles estão confiantes. É a grande oportunidade dessa geração, de uma conquista nacional. Tento controlar os ânimos com muito papo. Mas, no campo, optamos por trabalhar com muita intensidade – acrescentou.

Uma frase conhecida diz que "Craque o Flamengo faz em casa". Gilmar Popoca, revelado na base rubro-negra, é uma justificativa para tal expressão. Se o clube conquistar o inédito título da Copa do Brasil Sub-20 nesta sexta-feira (16), às 16h (de Brasília), no Luso-Brasileiro, vai garantir que o slogan possa continuar sendo utilizado preconizado por muito tempo. 

*Com informações da assessoria


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.