Segunda-feira, 20 de Maio de 2019
Craque

Ginasta amazonense é vice-campeã no Campeonato Brasileiro de Ginástica Rítmica

Yasmin Cunha, de 11 anos, foi vice campeã na categoria mãos livres no Campeonato Brasileiro e Copa Brasil e de Ginástica Rítmica logo na sua estreia em competições nacionais



1.jpg
Yasmin foi segunda colocada na categoria mãos livres no Campeonato Brasileiro, que aconteceu em Osasco-SP
04/07/2015 às 14:52

Yasmin Cunha de 11 anos foi vice-campeã na categoria mãos livres  no Campeonato Brasileiro de Conjuntos Infantil de Ginástica Rítmica, em Osasco, São Paulo. A final aconteceu na última sexta-feira(3). A ginasta da equipe Associação Atlética Adalberto Valle, é estreante em campeonatos brasileiros. Além dela, a equipe mandou outras três atletas, entre elas Virna Soares, de 11 anos, que chegou às finais na categoria infantil nível dois, a mesma categoria em que Yasmin foi segundo lugar.

A menina treina no Instituto Batista Ida Nelson há dois anos. Para disputar o campeonato, a ginasta começou a preparação no preparação no final do mês de janeiro. Neste período, Yasmin treinava cinco horas por dia de segunda á sábado. De acordo com a treinadora Giulia Pontes, a atleta enfrenta uma rotina puxada, mas com talento e responsabilidade, Yasmin conseguiu evoluir nos treinos e alcançar um bom resultado.

                                                 Yasmin (à esquerda) foi vice-campeã

“Ela é muito dedicada, responsável e talentosa. Sai todo os dias de casa às 5h da manhã para as aulas e já fica direto para treinar. Ela não falta treino. Os treinos são às 19h30 e quando volta para casa de ônibus sozinha, chega em casa bem tarde. E no outro dia, tudo novamente”, disse.

Apesar do talento e dedicação, Yasmin quase fica de fora do campeonato por não ter condições de comprar as passagens. Apostando no talento da ginasta, as treinadoras e o instituto Ida Nelson, custearam a passagem.“A Yasmin não tinha condições financeiras para viajar, então eu e mais duas professoras dividimos a passagem dela pra ela poder vir. Se não fosse as professoras e o Ibin, a escola dela, yasmin teria ficado em Manaus”, disse a treinadora.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.