Publicidade
Esportes
Craque

Ginastas amazonenses voltam a treinar e encaram novas regras

Em 2013, equipe de ginástica do Amazonas tentará se destacar diante das adversárias de outros estados 07/02/2013 às 10:20
Show 1
Equipe de ginastas do amazonas não poderão fazer movimentos repetitivos
Aline Cabral Manaus (AM)

As ginastas da Escola Adalberto Valle retornaram às atividades durante essa semana. O desafio para esse ano são as séries novas de movimentos exigidos pela Confederação Brasileira de Ginástica. Ou seja, nada de movimentos repetidos.

“Treinar é a melhor forma para melhorar o desempenho técnico delas. É durante os treinos que surgem os movimentos novos e também o limite até onde elas podem ir são testados”, disse Julia Pontes, 22, professora do Adalberto Valle.

Fazendo parte da equipe amazonense há um ano, Virna Luiza, 9, deseja estar apta a conquistar mais medalhas durante os campeonatos de 2013. “Penso que não são só os movimentos novos que vamos fazer esse ano, queremos melhorar em tudo para estarmos afinadas para as competições e, aí sim, ganhar medalhas”.

Por conta do talento na ginástica, Virna alcançou outra vitória. Saiu de um colégio público e foi para o particular. “Comecei na escolinha da Vila Olímpica e ano passado ganhei a bolsa. Vejo que o esporte pode me dar um futuro melhor”.

Júlia é destaque aos 10 anos

Outro destaque no Amazonas, que está treinando forte na equipe do Adalberto Valle é Júlia Lacerda, 10, que conquistou o 7º lugar no Torneio Nacional de Ginástica Ritmica, realizado em 2012, em Vitória.

“Sinto que só com treinos fortes poderemos melhorar na ginástica”, disse ela, que disputou com mais de 150 ginastas. Segundo ela, a modalidade garante muitas oportunidades.“Fazer ginástica é muito bom e nos dá oportunidade de viajar e conhecer outros lugares e ainda desenvolver o nosso talento. Principalmente para crianças que não tem condição de fazer isso, ela nos ajuda a ter um futuro melhor”, declarou Julia, aposta certa para esta temporada.

Publicidade
Publicidade