Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
Craque

Goiás venceu o Vasco e sai na frente no confronto da Copa do Brasil

Com grande noite de Walter, Goiás derrota o Vasco por 2 a 1; mas Bacalhau vai jogar por 1 a 0 simples, na próxima partida, para se classificar



1.jpg O camisa 19 só teve o trabalho de limpar o goleiro e empurrar para o gol
26/09/2013 às 09:11

O Goiás venceu o Vasco por 2 a 1, no Serra Dourada, nessa quarta-feira (25), e saiu na frente no confronto, válido pelas quartas da Copa do Brasil. Com o resultado, o Esmeraldino pode até empatar na partida de volta, dia 24 de outubro, que avança. Mas o Vasco também “comemorou” o placar: se vencer por 1 a 0 os cariocas vão às semifinais. O jogo teve grandes emoções nos primeiros minutos - foram dois gols antes dos dez da etapa inicial - e foi equilibrado no primeiro tempo. Já no segundo, o time da casa esteve um pouco melhor e aproveitou a falha do goleiro Michel Alves para virar o placar.

O Vasco começou pressionando o Goiás e conseguiu abrir o placar com menos de dois minutos de jogo, após excelente lançamento de Marlone que colocou Edmilson na cara de Renan. O camisa 19 só teve o trabalho de limpar o goleiro e empurrar para o gol. Porém, aos seis minutos, o árbitro marcou pênalti após toque de mão de Cris. Walter, cobrando com força, empatou. A partir daí, o ímpeto das equipes diminuiu e as marcações ficaram mais firmes.

O Cruz-Maltino chegou a ter algumas chances. No entanto, de mais perigoso, apenas chute de Yotún, aos 29 minutos, após belo drible dentro da área, e chute de Dakson aos 32, que o goleiro esmeraldino segurou. Pelo lado do Goiás, Hugo lançou Roni aos 36. O camisa 7 chegou na frente do zagueiro, dominou, mas chutou por cima do gol.

O segundo tempo começou com o time da casa tendo mais posse de bola, mas não a transformava em jogadas de perigo. E o Vasco conseguiu, aos poucos, avançar no campo. Aos 12 minutos, Marlone recebeu lançamento e saiu na cara do goleiro, que abafou a jogada. O camisa 30 cruz-maltino até jogou por cima do arqueiro, mas sem direção.

A partida caminhava equilibrada, mas o Goiás conseguia ser mais perigoso. Após cruzamento da direita aos 23 minutos, Walter recebeu sozinho, mas o chute não saiu firme e Michel Alves defendeu. Até que, aos 29 minutos, Roni chutou cruzado e Michel Alves aceitou. Era a virada do Esmeraldino. No lance seguinte, Edmilson acertou um bom cabeceio, mas o goleiro Renan evitou o gol.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.