Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
Craque

Gol da Alemanha? Apenas oito remanescentes do 7 a 1 são chamados por Dunga

Um ano após o vexame na Copa no Brasil a Seleção Brasileira vem bastante modificada para disputa da primeira competição da nova “Era Dunga”



1.jpg Os atacantes Fred e Hulk, e o lateral Dani Alves caíram no esquecimento com a chegada de Dunga.
05/05/2015 às 12:47

A convocação para a Copa América saiu nesta terça-feira (5) e a promessa de tempos melhores para a Seleção veio em forma de renovação. Ou seria punição aos que falharam no Mundial no Brasil? Coincidência ou não, a verdade é que dos atletas que participaram da pífia campanha do Brasil na Copa, somente oito foram chamados por Dunga. Dos que estiveram em campo no fatídico 7 a 1 contra os alemães, David Luiz, Marcelo, Fernandinho, Luiz Gustavo e Willian ganharam uma nova chance.

Completam a lista dos que receberam a oportunidade de se redimir com a Seleção canarinho o atacante Neymar - que estava lesionado -, o zagueiro Thiago Silva (suspenso) e o goleiro Jefferson (reserva).

Os que pagaram com a falha no Mundial e caíram no esquecimento foram os goleiros Júlio César e Victor; os defensores Daniel Alves, Dante, Maxwell, Henrique e Maicon; os meio-campistas Paulinho, Oscar, Ramires e Hernanes; e os atacantes Hulk, Fred, Bernard e Jô.

No caso do meia Oscar a situação é diferente. O jogador do Chelsea, que marcou o único gol do Brasil no massacre por 7 a 1 contra a Alemanha, só não foi chamado para a Copa América por conta de uma contusão. Mas Dunga já adiantou que seu nome será lembrado para a disputa das eliminatórias para o Mundial da Rússia.


Durante a entrevista coletiva logo após o anúncio dos convocados, Dunga voltou a ser questionado sobre o futuro da Seleção e o vexame na Copa no Brasil. O treinador amenizou o “estrago” e pensa que a camisa canarinho continua sendo muito admirada.

"O que aconteceu na Copa foi um fato único. Comenta-se muito sobre resgate, mas o futebol brasileiro continua sendo admirado, a camisa continua sendo muito valorizada. A importância que a França deu para o jogo contra a seleção, a importância que o Chile deu para o amistoso, colocando reservas no jogo anterior. Nem sempre vamos conseguir vencer, mas temos que estar muito perto da vitória", finalizou Dunga.

O Brasil disputará o torneio continental no Chile e está no Grupo C junto a Colômbia, Peru e Venezuela. A estreia de time de Dunga será no dia 14 de junho contra a seleção peruana. Três dias depois, no dia 17, a Seleção Brasileira encara a Colômbia, e no dia 21 fecha sua participação na primeira fase diante dos venezuelanos. 


Receba Novidades


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.