Publicidade
Esportes
DECISIVO

Gol nos acréscimos deixa o Manaus em vantagem na final do Amazonense

Napão marcou o gol decisivo diante do Nacional, na Arena da Amazônia, e deixou o Gavião do Norte a um empate do inédito título da competição 06/06/2017 às 22:14 - Atualizado em 06/06/2017 às 23:14
Show whatsapp image 2017 06 06 at 22.19.35
Napão fez a festa ao marcar o gol da vitória (Foto: Evandro Seixas)
Camila Leonel Manaus (AM)

Com um gol no final do jogo, o Manaus venceu o Nacional por 1 a 0 na primeira partida da final do Campeonato Amazonense, na Arena da Amazônia. Napão foi o autor do gol, que saiu nos acréscimos do segundo tempo.

As duas equipes voltam a se enfrentar no sábado (10), às 15h na Arena da Amazônia. Um empate dá o título inédito ao Manaus, enquanto o Nacional precisa vencer por qualquer placar para levar a taça. O time tem a vantagem de ter feito melhor campanha na competição e, por isso, joga por dois resultados iguais. 

O jogo

A primeira chance de gol foi do Manaus, logo aos cinco minutos, em uma cabeçada de Juninho após cobrança de falta. A bola passou ao lado do gol. Mas no lance seguinte o Nacional mostrou que não deixaria o Manaus gostar do jogo. O Leão trocou passes até chegar ao ataque com Alexsandro, que bateu cruzado. A bola passou à direita da meta de Jonathan.

A partir daí, o Leão colocou as garras para fora: o time adiantou seu jogo, acuando o Manaus em seu campo de defesa. Aí foram trocas de passes  em velocidade, cabeçadas, chutes e cruzamentos., ameaçando o gol do Manaus.

A melhor chance do Manaus foi aos 16 minutos, quando Binho mandou de cabeça para a área e ela sobrou pra Jonas. Ele saiu sozinho na cara do gol, mas Valverde defendeu. Já o Naça teve sua grande oportunidade com Alexsandro, aproveitando erro de He Man na intermediária. O camisa oito saiu sozinho e chutou para fora.

Na volta para o segundo tempo, Lana sacou Jonas e colocou Adrianinho no jogo. Com 23 minutos, Neto deu lugar a Thiaguinho. Com as alterações, o Manaus conseguiu equilibrar a partida. O Nacional até se manteve no campo de ataque nos primeiros minutos, principalmente com  a jogadas de velocidade  de Hudson, mas sem ter a mesma superioridade do primeiro tempo.

Já o Manaus perdia chances atrás de chances. Mérito também do goleiro Marcelo Valverde, que fez belas defesas - como no chute de fora da área de Negueba aos cinco do primeiro tempo, ou na cobrança de falta do mesmo Negueba. Outro milagre de Valverde foi quando Juninho cabeceou na pequena área cabeceou e o arqueiro impediu que o Gavião abrisse o placar.

O Nacional passou a jogar nos contra ataques e em um deles, Mael recebeu de Jefferson Siqueira e chutou para a defesa de Jonathan. Aos 42 após cobrança de falta, Hudson pegou na área e tirou do goleiro, mas a bola foi para fora.

Quando o jogo parecia se encaminhar para um empate sem gols, Negueba cruzou da intermediária para Napão, que aproveitou um rebote da zaga e marcou o gol que colocou o Manaus em vantagem nas finais do Campeonato Amazonense.

Publicidade
Publicidade