Publicidade
Esportes
HEROÍNA

Goleira faz milagres, pega pênalti e Iranduba bate o Kindermann no Zamith

Cris abriu o placar para o time amazonense no primeiro tempo e viu Maike salvar a equipe no segundo tempo. Vitória faz o Hulk fechar primeira fase em segundo lugar 22/08/2018 às 16:51 - Atualizado em 22/08/2018 às 16:52
Show whatsapp image 2018 08 22 at 16.02.05 e236354f 7873 4b98 84f7 5d7d0863b086
(Foto: Junio Matos)
Camila Leonel Manaus

Na tarde desta quarta-feira (22), o Iranduba encerrou a primeira fase do Brasileiro Feminino contra o Kindermann, no estádio Carlos Zamith e as donas da casa fecharam a primeira fase da mesma forma que iniciaram: vencendo com um gol de bola parada. O tento foi marcado por Cris,de falta, aos 24 minutos do primeiro tempo. No segundo tempo, o destaque foi a goleira Maike, que impediu o empate das catarinenses com grandes defesas, incluindo a de um pênalti no último minuto. 

Com a vitória, o Hulk chega aos 27 pontos e ultrapassa o Kindermann, fechando a primeira fase na vice-liderança. Com isso, a equipe amazonense pega o Rio Preto nas quartas de final da competição. O primeiro jogo será no dia 5 de setembro e a partida da volta no dia 12. O líder Corinthians enfrenta a Ponte Preta. O Santos, líder do grupo A2, joga contra a Ferroviária, e o Flamengo/ Marinha joga contra o Kindermann.

No calor de 30 graus às 14h, quem parecia se aproveitar do clima era o Kindermann, que cozinhava o jogo. Com o resultado favorável ao time catarinense, elas aproveitavam para  cadenciar o jogo, tocando a bola. O Iranduba tentava furar a marcação, mas o congestionamento no meio campo forçava o erro dos passes das amazonenses. Com essa fórmula, poucas chances de gols foram criadas. O Kindermann teve um chute cruzado de Neném, após jogada trabalhada de Duda, mas a bola passou ao lado do gol de Maike. Já o Iranduba quando chegou aproveitou a oportunidade. Aos 24 minutos, Cris cobrou falta à meia altura, a barreira abriu e não deu para a goleira Bárbara. Iranduba 1 a 0.

No segundo tempo, o Iranduba voltou pressionando. Primeiro com bola cruzada na área, que passou na frente de Mayara, mas a goleira Bárbara foi mais rápida e defendeu. Depois, aos quatro, Mayara levantou bola para Brenda na direita. A atacante saiu carregando a bola, entrou na área e chutou, mas a goleira do Kindermann fez nova defesa. Giselinha também tentou enfiar uma bola longa para Giovania, que saiu na cara do gol, mas o chute da nove do Hulk foi travado.

A partir daí o Kindermann começou a crescer no jogo. Foi um festival de bolas cruzadas na área. Duda cobrou falta e Ju tentou completar para o gol. Maike defendeu. Neném recebeu na área, e colocou na frente, mas Maike defendeu de novo. Crivelari recebeu um levantamento na marca do pênalti, ela girou e chutou, mas Maike apareceu novamente salvando a equipe da casa. Em outro lance de perigo, após cruzamento, Crivelari ganhou por cima e a bola sobrou para Catyellen, mas a bola passou ao lado do gol. Gabi cobrou falta na mão de Maike e quando a arqueira do Hulk não fez milagre com as mãos, fez com os pés quando Crivelari cabeceou sozinha e a goleira pegou.

Com muita pressão ,o Kindermann ainda conseguiu um pênalti aos 49 minutos. Bianchi cobrou, mas essa era a tarde de Maike., Além de defender o pênalti, ela ainda salvou no rebote, garantindo a vitória para o time amazonense e se consagrando como o nome da partida.

Ficha Técnica

Iranduba Maike, Sinara, Jujuba, Renata, Gisele (Monalisa), Cris (Brunner), Gabi, Djeni, Giovania, Brenda e Mayara. Tec: Adilson Galdino

Kindermann Bárbara, Gabi (Catyellen), Bianchi, Tuani, Calderan, Ju, Roberta, Rafinha, Duda, Neném, Crivelari. Tec: Jorge Barcellos

Estádio Carlos Zamith
Árbitro: Ivan da Silva Guimarães jr
Gol: Iranduba: Cris, aos 24 do 1° tempo

Publicidade
Publicidade