Publicidade
Esportes
Craque

Goleiro amazonense supera a perda do pai e filho em 2015 e se torna herói do River-PI

Na semifinal que garantiu o acesso ao time do Piauí, Nailson defendeu o pênalti e ainda marcou a última cobrança do time, que agora vai disputar a Série C 26/12/2015 às 15:28
Show 1
Nailson título estadual e mais tarde o acesso à Série C depois de drama da perda do pai
Denir Simplício Manaus (AM)

A trajetória do amazonense Nayson em 2015 poderia facilmente se transformar em um belo roteiro de filme dramático, onde a superação leva o protagonista a vitória.

O goleiro de 28 anos, revelado pelo Fast Clube foi eleito o melhor da posição no Campeonato Brasileiro da Quarta Divisão defendendo o gol do River, do Piauí, onde ajudou sua equipe no acesso a Série C do Brasileirão. Herói da classificação da equipe piuaiense para as finais do torneio, o camisa 1 se tornou um paredão, mesmo depois de perder o filho e o pai este ano.

Naylson viveu momentos de dor e puro êxtase durante a trajetória de sua equipe nesta temporada. O camisa 1 foi do inferno ao céu em plena disputa do Campeonato Piauiense, mas superou tudo e ajudou o River a conquistar o Estadual de 2015 e o tão sonhado acesso à Série C. O próprio Naylson relembra, o que pra ele, foi seu momento de maior alegria em 2015.

“Sem dúvida foi na semifinal da Série B, quando eu defendi e depois bati o pênalti da classificação pra final.  Acho que nunca mais vou viver isso de novo”, disse Naylson, comentando logo em seguida o momento mais difícil para ele este ano.

“O pior momento foi a perda do meu pai. Foi difícil, minha esposa estava grávida de três meses e perdi meu filho, depois de dez dias meu pai morreu. O cara que sempre me acompanhou. Sempre me deu a tranquilidade”, comenta o goleiro emocionado, relembrando da morte do pai, Nilson, aos 58 anos.

Planos para 2016

Depois do ótimo desempenho com a camisa do River, Naylson teve grande visibilidade nacional e não faltaram proposta de outros clubes. Até time da Série A tentou contratar o amazonense. No entanto, Naylson preferiu renovar acordo com o Galo Caríjó e sonha com novo acesso em 2016. “Tive propostas do Náutico, do CRB, do Macaé e da Chapecoense. Mas preferi voltar pro River. Estou feliz lá e quero ajudar a equipe a conseguir mais um acesso. Claro que sonho em um dia jogar uma Série A, mas o objetivo agora é conseguir um novo acesso”, disse o goleiro, que comenta que é parado nas ruas de São Luiz pelos torcedores.

“Por onde ando sou parado na rua, as pessoas me conhecem e vêm falar comigo. Fico feliz com isso, porque mostra que conquistei o meu espaço com bastante trabalho”, disse o camisa 1, lembrando que no River a cobrança será maior em 2016. “Este ano será mais difícil. As outras equipes vão estar de olho na gente por causa do acesso. Vamos focar em todas as competições este ano”, confirma o jogador.

Naylson terá muito trabalho na próxima temporada. O goleiro vai defender o River no Estadual do Piauí, na Copa do Nordeste e na Copa do Brasil. Além de tentar reviver o sucesso de 2015 como o paredão iluminado no Brasileirão da Série C.

Publicidade
Publicidade