Publicidade
Esportes
Craque

Golpe no UFC?

Aposta vencedora de 1 milhão de dólares, em Chris Weidman, é investigada em Las Vegas 09/07/2013 às 08:47
Show 1
O campeão Chris Weidman protagonizou uma das maiores zebras do UFC
Jornal A Crítica Manaus

Muitas teorias de conspiração têm sido especuladas após a derrota de Anderson Silva no UFC 162. Outra informação polêmica que veicula agora na internet é a de uma aposta suspeita de 1 milhão de dólares (cerca de 2 milhões e 250 mil reais) em Chris Weidman.

Segundo o site americano “Midleeasy.com”, a identidade do apostador ainda não foi revelada, mas o valor é incomum para um apostador, o que chamou a atenção das autoridades.

A polícia e o “Gaming Control Board”, órgão que regula as apostas em cassinos de Las Vegas, estão investigando o caso. O prêmio a ser pago ao apostador é de 3 milhões e 200 mil dólares (aproximadamente 7 milhões e 200 mil reais). O favorito nas casas de aposta era o brasileiro Anderson Silva. Chris Weidman era o “azarão” do combate e, ao derrotar o brasileiro, provocou o que é chamado de “quebrar a banca”.

Como aconteceu entre os fãs e a imprensa especializada, a derrota de Anderson Silva para Chris Weidman no UFC 162, que lhe custou o cinturão dos médios, dividiu opiniões entre grandes nomes do MMA. Após o evento, surgiram nas redes sociais desde manifestações de revolta com a atitude do ex-campeão até mensagens de apoio e respeito ao brasileiro.

Um dos primeiros a se pronunciar foi Wanderlei Silva. “Pra quê? Ali não pode brincar, é matar ou morrer!”, disse o ex-campeão do Pride. Na mesma linha de Wand, Luke Rockhold também comentou a derrota. “A arrogância finalmente o pegou”, publicou o último detentor do cinturão dos médios do Strikeforce. Dan Henderson também falou sobre presunção, mas adicionou um componente patriótico às suas palavras. “Parabéns ao Weidman, essa é a maneira de mostrar como colocar a arrogância para dormir. Sempre apoiando os wrestlers! Estados Unidos, baby!”, disparou o lutador veterano.

No extremo oposto, houve aqueles que se mostraram chocados com o ocorrido e também quem partisse em defesa do brasileiro. “Ele é humano no fim das contas”, escreveu Yves Jabouin. “Não vaiem Anderson Silva. O cara tem um legado incrível e chegou a patamar mais alto do que qualquer um”, disse, por sua vez, a peso galo feminina Julie Kedzie.

Publicidade
Publicidade