Publicidade
Esportes
Craque

Gramado da Arena da Amazônia está sem manutenção por falta de pagamento

Depois de seis meses sem receber pagamento do governo, a Greenleaf interrompeu a meticulosa manutenção da grama do estádio amazonense 18/11/2015 às 09:36
Show 1
Estádio da Arena custa em torno de 60 mil reais mensais ao governo
Felipe de Paula Manaus (AM)

Futuro palco de seis partidas do torneio de futebol dos Jogos Olímpicos no Amazonas, o gramado da Arena da Amazônia Vivaldo Lima está sem manutenção.

A informação foi confirmada pela Agência de Comunicação do Governo (Agecom), que informou que a empresa que cuida do campo, a Greenleaf Gramados, suspendeu os trabalhos de manutenção da grama por falta de pagamento por parte do governo.

A Agecom, no entanto, não informou há quanto tempo a empresa está sem receber e desde quando a grama da Arena, que já apresenta sinais falhas e imperfeições, segue sem manutenção.

Contudo, o CRAQUE apurou que, depois de seis meses sem receber pagamento do governo, a Greenleaf interrompeu  há pelo menos  15 dias, a meticulosa manutenção da grama do estádio amazonense, que em junho de 2014 recebeu quatro jogos da Copa do Mundo e se prepara para receber outro evento de porte internacional, inclusive com a confirmação de uma partida da Seleção Brasileira de Futebol Feminino, na última rodada da fase classificatória das Olimpíadas Rio 2016.

Com o custo de 60 mil reais mensais, para manter o “padrão Fifa” da grama da Arena, o tapete verde do estádio já foi comparado a um “cachorrinho de madame” pelo diretor-presidente da Fundação Vila Olímpica Aly Almeida, responsável pela estrutura.

Publicidade
Publicidade