Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
Craque

Guindaste que vai erguer cobertura da Arena da Amazônia vai demorar um mês para chegar em Manaus

O guindaste da empresa Martifer foi desmontado e sai de Porto Alegre (RS) em carretas até chegar em Manaus percorrendo mais de três mil quilômetros



1.jpg Guindaste seguirá em carretas até Manaus
07/12/2012 às 16:56

A partir de abril de 2013, a construção da Arena da Amazônia entrará em nova etapa, com a montagem da estrutura metálica que dará sustentação à fachada e à cobertura do estádio.

Ainda na primeira quinzena de dezembro de 2012, o guindaste que a metalúrgica portuguesa Martifer vai utilizar para a montagem da estrutura sairá de Porto Alegre onde trabalhava na montagem da cobertura da Arena do Grêmio.

A viagem por estrada e balsa até o Amazonas vai durar em torno de um mês. As primeiras peças chegam a Manaus a partir de fevereiro.

A obra está 48,4% finalizada, com previsão de chegar a 50% ainda este mês. Atualmente, estão em construção as arquibancadas superiores, a conclusão do muro do pódio, a construção dos camarotes do setor leste e a área de serviço do primeiro subsolo.

O estádio receberá quatro partidas da Copa do Mundo de 2014, terá capacidade para 44 mil torcedores e tem previsão de entrega para dezembro de 2013.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.