Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
ANIVERSÁRIO DA CIDADE

Há 34 anos em Manaus, treinador mineiro Aderbal Lana fala sobre amor pela cidade

Nem só de conquistas dentro de campo Lana viveu em solo baré. O técnico de 72 anos também formou uma família e fez sua história na capital amazonense de 350 anos



Aderbal_Lana_350_anos_de_Manaus_6C591775-7556-43E6-A704-3A69CF6C1A05.jpg Foto: Denir Simplicio
23/10/2019 às 20:20

Enraizado na cidade de Manaus desde 1985, a relação do treinador de futebol nascido em Uberlândia (MG), Aderbal Lana, 72, na capital baré pode ser definida com uma das expressões mais populares do povo manauara: “Quem come jaraqui, não sai mais daqui”.

Considerado figura lendária do esporte amazonense, Lana é mais um dos "forasteiros" acolhidos pela cidade da Belle Époque, que celebra 350 anos de história nesta quinta-feira (24). Com grande paixão pelo lugar que lhe presenteou com uma família e uma carreira no futebol cheia de conquistas, o técnico mineiro falou da relação que tem com a cidade.



“Aqui eu constituí uma família, tenho dois filhos, evidentemente são amazonenses e isso fez eu ficar por aqui. Eu gosto muito da cidade. Sou um cara amante da natureza e nós estamos em um local propício pra isso", disse.

Ele também relembrou a trajetória profissional, que teve a capital do Amazonas como grande "pista de decolagem". "Um dos momentos marcantes da minha vida como profissional aqui foi disputando a Séria A (Campeonato Brasileiro) pelo Nacional, conseguindo bons resultados. E quando consegui levar o São Raimundo à Série B do Campeonato Brasileiro. Fiquei muito alegre em virtude da gente ter uma grande maioria de jogadores oriundos da capital do Amazonas”, destacou Aderbal Lana.

Vestindo a camisa

De tão apaixonado pela capital amazonense, Aderbal Lana, também foi o responsável pelo pontapé inicial da ascensão do Manaus Futebol Clube no cenário do futebol local, com primeiro título do Barezão em 2017 e a disputa da fase do acesso da Série D em 2018. O lendário técnico relatou a sensação de ter iniciado a jornada épica do Gavião do Norte no esporte bretão. 

“A minha passagem pelo Manaus foi por ter ganho o primeiro título. Foi muito importante, e uma situação muito boa pra mim, porque um profissional de futebol vive de resultados, e evidentemente que perdi, porque ninguém é imbatível, mas muito feliz de viver em Manaus, de viver essa tranquilidade aqui”, disse. 

Incansável

Dono de 11 títulos amazonenses e duas Copas Norte com passagem por cinco clubes da capital, Aderbal Lana, segue incansável e cada vez mais atualizado para continuar fazendo o que mais gosta: treinar times de futebol. 

“Estou trabalhando sempre com uma idade um pouco avançada, mas muito disposto a trabalhar, estudando muito, analisando muito o futebol do momento”, finalizou Lana.

News 48367672 1136721996505445 2342939255929569280 n 2dad860c 0057 4e2e b7f5 f53181960f2f
Repórter do Craque
Jornalista formado na Ufam, campus de Parintins. Estudante de pós-graduação em jornalismo esportivo na Universidade Estácio de Sá. Repórter do Caderno de Esporte ‘Craque’ de A Crítica desde novembro de 2018.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.