Publicidade
Esportes
Menino Travesso

Hayllan deixa o Nacional para jogar o Paulistão A2 pelo Juventus, de São Paulo

Jovem atacante se apresenta nesta terça-feira (1º) no tradicional clube paulista onde vai disputar a Série A-2 do Campeonato Paulista. 01/11/2016 às 05:00
Show hay
Hayllan jogou apenas três vezes como titular na equipe do Nacional em quase um ano e meio de clube (Foto: Evandro Seixas)
Denir Simplício Manaus (AM)

O “Menino da Vila Municipal” virou “Menino Travesso”. Após um ano e de poucas chances com a camisa do Nacional, o atacante Hayllan se apresenta nesta terça-feira (1º) ao Juventus-SP para a disputa da Série A-2 2017, a segunda divisão do futebol paulista. Aos 20 anos, o jovem talento do futebol amazonense tenta pela terceira vez a sorte fora do Estado.

Antes de vestir a camisa do tradicional Clube Atlético Juventus, o Juventus da Mooca, Antônio Hayllan Santana da Silva passou pela base do Santos, onde por pouco tempo se tornou um Menino da Vila Belmiro. Com mudanças políticas no time da Baixada Santista, o garoto foi parar no Goiás, onde estava com a carreira encaminhada até sofrer grave lesão no joelho, em 2014, retornando ao futebol apenas na metade do primeiro semestre de 2015.

Mesmo no rebaixado Operário, de Manacapuru, sua cidade natal, Hayllan se destacou e foi contratado pelo Nacional. Se dizendo mais maduro o atacante diz que aprendeu boas lições na passagem pelo Leão, mas lamentou as poucas chances com a camisa do Naça.

“Aprendi muito aqui... coisas boas e ruins. Conheci pessoas que me ajudaram bastante a crescer como jogador, mas o que mais me deixou chateado é que não pude ter uma sequência de jogos pra embalar. Joguei apenas três jogos desde que cheguei no Nacional como titular, ganhei dois e perdi um. Mas tirei boas lições com jogadores que passaram aqui, com os caras mais experientes.  E hoje, graças a Deus, sou um cara mais maduro por causa deles”, disse Hayllan apontando o que, na opinião dele, influenciou na má campanha do Nacional em 2016.

“Desde o início sempre teve um planejamento de manter uma base, mas isso nunca aconteceu. Como todos sabem, é uma mudança constante de treinador e jogadores e isso acaba influenciando porque é todo um trabalho que se tem e depois você tem de começar tudo de novo... aí fica difícil”, revelou o jogador.

Foco no Menino Travesso

Conhecido por sua habilidade e futebol vertical, Hayllan promete ser um “Menino Travesso (apelido do Juventus-SP) na nova casa, onde vai em busca das oportunidades que lhe faltaram no Nacional.

“Hoje vou com a cabeça mais focada, agora estou com a cabeça 100% só pra jogar futebol. Sempre falo: você nunca é valorizado dentro da sua própria casa, você tem de sair pra que te deem valor em algum lugar. Creio que essa seja uma oportunidade boa de eu poder crescer mais na vida e poder sonhar com o que quero e viver do que eu gosto que é jogar futebol”, afirmou o atacante.

Juventus vem forte

Tradicional time do futebol paulista, o Juventus promete fazer travessuras sobre os rivais que o visitarem no estádio da Rua Bariri, em 2017. A diretoria do Menino Travesso apresentou no último dia 20, o técnico Wilson Júnior e o experiente goleiro Deola, ex-Palmeiras. Mesmo sem conhecer bem a história do clube fundado por italianos, em 1934, Hayllan promete empenho na nova casa.   

“Sobre o Juventus não sei muita coisa. Sei que é um clube tradicional de São Paulo, que tem o respeito de todo mundo, é um time da capital. Mas vou procurar conhecer melhor quando chegar lá. Creio que vão investir bastante lá e espero que dê tudo certo. Se Deus quiser vou fazer bons jogos no Juventus e me destacar. Creio que Deus tem preparado uma coisa muito melhor pra mim e vou em busca disso”, concluiu o jogador.

Publicidade
Publicidade