Segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2020
BAREZÃO 2017

Holanda faz 3 a 1 e segue como adversário indigesto do Rio Negro, no Barezão

Com a vitória, o Holanda chega aos 14 pontos e sai do rebaixamento. Já o Rio Negro segue estacionado com 18 pontos e perde a chance de retornar à liderança



31cf0b27-a2f2-4430-bd08-befbf91d9b5b.jpg Foto: Evandro Seixas
29/04/2017 às 20:42

O Holanda segue como adversário indigesto do Rio Negro no Campeonato Amazonense de Futebol, o Barezão. De virada, o Laranjão venceu por 3 a 1 com gols de Romarinho, duas vezes, e de Juninho. Leonardo marcou para o Rio Negro.

Com a vitória, o Holanda chega aos 14 pontos e sai da zona de rebaixamento. Já o Rio Negro segue estacionado com 18 pontos e perde a chance de retornar à liderança.



Na próxima rodada, o Rio Negro vai a Manacapuru enfrentar o Princesa do Solimões na próxima terça feira (2), às 16h. O Holanda tem confronto direto contra o Manaus FC também na terça às 19h na Arena da Amazônia.

A partida 

O jogo entre Holanda e Rio Negro foi marcado pelo equilíbrio entre as equipes, mas quem levou a melhor acabou sendo o Rio Negro. Aos sete minutos, Delciney cobrou falta pelo lado direito, Leonardo no segundo pau só escorou para abrir o placar. Aos 10 minutos o Rio Negro teve a chance de aumentar, após receber de Leo Olinda, mas o 10 chutou para fora. 

O Rio Negro tinha mais posse de bola, tentava criar, mas parava na marcação da Laranja Mecânica, que começou a gostar do jogo. Antony chutou de longe, mas a bola passou perto. Aos 41 minutos, Romarinho rolou para Marinho, mas o artilheiro do campeonato não conseguiu dominar a bola e acabou isolando.

Na segunda etapa, o Holanda voltou melhor. Pressionou o Rio Negro e usou um de seus principais trunfos para empatar: a bola de fora da área. O chute do lado esquerdo veio de Romarinho que, mesmo sem ângulo, conseguiu mandar um canudo no canto esquerdo de Pablo.

A virada veio aos 19 quando Paulinho saiu jogando pelo lado direito, rolou para Juninho, que dentro da área, chutou cruzado para fazer 2 a 1. A melhor chance do Rio Negro foi aos 28 minutos, quando Paulinho cobrou falta e Douglas defendeu.

O jogo ganhou ares dramáticos quando Serginho foi expulso após falta dura no meio campo. Mesmo com um a mais, o Rio Negro tinha dificuldades de furar a barreira laranja, principalmente com o excesso de passes errados. O Galo tentava enquanto o Holanda aproveitava os contra-ataques.

Aos 46 minutos, bola lançada na área e Rafael Paulista tocou para Rafael Vitor, que jogou direto para o gol, mas o assistente marcou impedimento, invalidando o gol. Aos 48, jogada do Romarinho e ele adiantou a bola, passando no meio de dois, cortando para dentro até fazer o terceiro, selando a vitória do Holanda.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.