Quinta-feira, 09 de Julho de 2020
BAREZÃO!

Hulk encara Onça Pintada nesta terça-feira (4) buscando se recuperar no Barezão

O Iranduba é o atual lanterna do Barezão com um ponto em quatro jogos. Outro dado curioso é que o time comandado por Charles Guerreiro tem o mesmo número de gols do líder Manaus com sete gols, mas também acumula 10 tentos sofridos por falhas defensivas



zCR0204-RECORTE01_D78EC6D5-A5E5-497F-90D8-783B5851738F.jpg Foto: Divulgação/FAF
04/02/2020 às 07:43

Lanterna do Barezão, o Hulk da Amazônia tem duelo marcado contra a Onça Pintada da Zona Leste, pela quinta rodada Estadual, às 20h30, de hoje (4), na Arena da Amazônia. A partida conta com a transmissão ao vivo da TV A crítica. 

O confronto põe adversários em situações opostas no torneio. O Iranduba ocupa a última colocação na tabela com apenas um ponto em quatro jogos; A equipe do Amazonas FC briga pela liderança da fase classificatória com 10 pontos, atrás apenas do Manaus por diferença de um gol no saldo.



E por falar em números, as estatísticas do Hulk não têm apresentado um bom cenário na competição. Desde a estreia no Amazonense, o time comandado por Charles Guerreiro teve rendimento melhor apenas na segunda etapa. Atualmente o Iranduba tem o mesmo número de gols marcados do líder Manaus (sete gols), mas nos gols sofridos acumula 10 tentos por falhas defensivas.

Outra curiosidade do ‘Verdão Irandubense’ é que nas quatro partidas que disputou até o momento, em três a equipe marcou gol apenas nos últimos 45 minutos, como por exemplo: a derrota para o Nacional por 3 a 2 (1ª rodada); empate em 2 a 2 diante o Penarol em Itacoatiara (distante a 270 km de Manaus) (3ª rodada) e a última derrota por 4 a 3 para o São Raimundo (4ª rodada).

 O técnico do Hulk, Charles Guerreiro, apontou alguns fatores sobre o rendimento e falou que é preciso ter mais atenção na continuidade do trabalho.

“A gente tem que ter atenção e acreditar mais. A equipe tem vontade a equipe tem uma certa qualidade, mas o problema é a falta de atenção. A gente toma gol por vacilos. Então a dificuldade é grande, se não acordar agora vai ficar muito difícil”, declarou o treinador do Iranduba. 

Participativo em 70% dos gols do  Iranduba, o atacante Caique soma dois tentos, uma assistência, e um pênalti sofrido, que foi convertido. O camisa 11 do Hulk alertou para as falhas no sistema defensivo para melhorar os números da equipe no torneio.  

“Sabemos que nosso time defensivamente não está bem. Precisamos melhorar muito lá atrás. O time está bem compactado, trabalhando bem, mas infelizmente pegamos mais gols do que fazemos”, disse o atacante que afirmou que o time ainda tem fôlego para começar a reagir diante do Amazonas FC.

“A gente vem trabalhando forte, focando no conserto dos erros pra que não venha cometer no resto do campeonato. Então ainda dá tempo pra surpreender e tentar um bom resultado nesse jogo contra o Amazonas FC”, finalizou Caique.

News 48367672 1136721996505445 2342939255929569280 n 2dad860c 0057 4e2e b7f5 f53181960f2f
Repórter do Craque
Jornalista formado na Ufam, campus de Parintins. Estudante de pós-graduação em jornalismo esportivo na Universidade Estácio de Sá. Repórter do Caderno de Esporte ‘Craque’ de A Crítica desde novembro de 2018.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.