Publicidade
Esportes
Craque

Ídolo do Boca, Riquelme dá adeus ao futebol. ‘Agora serei torcedor’

O cerebral meia argentino decidiu “pendurar as chuteiras” logo após ajudar o Argentinos Juniors a voltar a elite do campeonato da Argentina. O jogador estava sendo sondado pelo Cerro Porteño, mas decidiu para de jogar 26/01/2015 às 13:27
Show 1
Riquelme - ídolo do Boca Juniors - penduras as chuteiras aos 36 anos.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

O craque argentino Juan Román Riquelme surpreendeu o mundo do futebol ao anunciar sua aposentadora neste domingo (25). O meia de habilidade absurda resolveu deixar os campos aos 36 anos mesmo sendo pretendido pelo Cerro Porteño, do Paraguai. Considerado um dos maiores ídolos da história do Boca Juniors, o atleta jogou a segunda divisão da Argentina e ajudou o Argentinos Juniors a retornar a primeira divisão de seu país.

"Decidi não jogar mais futebol. O dia de domingo era o mais lindo da semana, ia para o campo e fazia o que mais gostava. Agora serei torcedor", declarou o jogador em entrevista aos canais ESPN. Riquelme conquistou o Mundial de clubes da Fifa de 2000, além de três Libertadores com o Boca Juniors (em 2000, 2001 e 2007).

Na Argentina, o jogador levantou por cinco vezes o título do campeonato argentino. Pela seleção de seu país, o meia ganhou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.


Visivelmente emocionado, o craque, que por diversas vezes foi eogiado por Maradona, confirmou que não recebeu nenhuma proposta que o motivasse a continuar desfilando seu belo futebol. Riquelme vinha sendo especulado no Cerro Porteño, do Paraguai, mas afirmou que não havia nada de concreto entre eles: "Se me estavam esperando...mando um beijo e fico contente que tenham carinho por mim", disse.

"Para mim é um dia não sei se importante, mas especial no qual tomei a decisão de não jogar mais futebol. Esperei 20 a 30 dias. Depois de subir com Argentinos Juniors, que era o objetivo, e meu representante falar com todos os clubes. Para seguir jogando teria que ser algo que me interesse, me motive. Depois de subir com o Argentinos, de haver cumprido todos os jogos com a camisa do Boca me parecia que o melhor era fazer com calma e comunicar que não vou jogar mais. Parece que é o melhor", finalizou o camisa 10.

Riquelme encerrou sua carreira justamente no clube onde começou no futebol. Revelado na base do Argentinos Juniors, o meia foi negociado ainda jovem junto ao Boca Juniors, onde tornou-se ídolo e mostrou seu futebol ao mundo. Na Europa, o jogador teve passagens por Barcelona e Villarreal, ambos da Espanha. No Submarinho Amarelo o atleta se destacou marcando 51 gols em 187 jogos disputados.


Publicidade
Publicidade