Publicidade
Esportes
UMA LONGA AVENTURA

Indiano está rodando o mundo de bike em conscientização a Aids

A aventura de Soment Debnath na Amazônia começou em 12 de maio, o indiano desembarcou em Belém, passou por Santarém e está em Manaus 08/06/2016 às 11:48
Show zcr0808 02f
Soment Debnath quer percorrer um total de 191 países. Indiano posa para foto no Teatro Amazonas (Foto: Divulgação)
Camila Leonel Manaus (AM)

A bicicleta e a vontade de passar uma mensagem a várias pessoas do mundo foram o passaporte que levaram o indiano Somen Debnath a sair de Calcutá, sua cidade natal, para percorrer mais de 20 mil quilômetros ao redor do mundo. Em Manaus desde a semana passada, o indiano de 33 anos segue o seu roteiro de viagem, que começou no dia 27 de maio de 2004. Sua principal missão é falar sobre a cultura indiana e prevenção da Aids. Pelo mundo, Somen tem visitado vilas aldeias, cidades, escolas e universidades para conversar sobre a doença que atinge cerca de 35 milhões de pessoas no mundo (de acordo com dados da Unaids -Programa das Nações Unidas para HIV e Aids). 

“Eu decidi falar disso porque é um assunto muito importante para se falar: falar de sexo, de proteção de se usar camisinha. As pessoas precisam se proteger. E os que já vivem com a doença se cuidar para ter uma vida melhor e isso inclui usar camisinha”, disse Somen. Além de palestras, Somen, que é formado em Zoologia, procura conhecer a fauna e flora dos lugares que passa e disse que por causa da floresta, sempre quis conhecer a Amazônia.

“Atualmente é difícil ver pessoas falando da Amazônia. Na Índia, eu conheci a Amazônia através dos livros. Eu lia nos livros de geografia e sempre que via algo sobre a Amazônia, prometia a mim mesmo: um dia eu vou visitar a Amazônia. Então eu estou realizando esse sonho agora. Vim de olhos abertos para cá e conheci a floresta, comunidades e estou muito feliz por conhecer a pessoas da Amazônia”, declarou.
Mas ele também aproveitou para conhecer a cidade de Manaus e até distribuiu “free hugs” (ou abraços grátis) pelo centro de Manaus.

Por que uma bicicleta?
Somen disse que sempre gostou de pedalar e explicou que vários motivos o levaram a escolher a “magrela” para ser sua companhia de viagem.“Eu amo andar de bicicleta e escolhi a bicicleta porque a missão não pode ser cara e com outro meio de transporte eu não poderia continuar minha viagem. Segundo porque é mais fácil você se locomover com uma bicicleta, é um meio de transporte limpo e fácil de transportar”, disse o indiano.

Depois de Manaus, Somen seguirá viagem para Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. 

A viagem é um projeto pessoal e conta com o suporte de alguns patrocinadores da Índia. A jornada dele pelo mundo vai até 2020. O objetivo: passar por 191 países.

Publicidade
Publicidade