Publicidade
Esportes
Craque

‘Inferno corintiano’: Queda na Libertadores pode adiantar desmanche no Corinthians

Diretoria do Parque São Jorge deve negociar alguns jogadores e os primeiros da lista são Emerson Sheik e o peruano Guerrero. Crise financeira aliada ao vexame diante do Guaraní, do Paraguai, devem promover um limpa no elenco 14/05/2015 às 11:43
Show 1
Depois do vexame no Itaquerão, diretoria do Corinthians deve montar "barca" para sanar dívidas.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Do céu ao inferno em apenas cinco meses. Essa é a sina do Corinthians, que após a vexatória eliminação na noite desta quarta-feira (13), na Taça Libertadores da América diante do modesto Guaraní-PAR, deve se desfazer de boa parte do elenco para o restante da temporada. Entre os negociáveis estão o ídolo Paolo Guerrero, Emerson Sheik, Ralf, Petros, Fábio Santos e Danilo.

A “barca” do Timão é encabeçada pelo polêmico atacante Sheik. O jogador, que tem vínculo com o clube até o fim de julho e está negociando uma renovação, terá de aceitar uma redução salarial para permanecer no Parque São Jorge. O presidente do Corinthians Roberto de Andrade já sinalizou com a diminuição drástica das contas no clube e deve começar com a reformulação dos contratos do principais atletas do time.

“Dependendo da forma que você coloca, isso pode soar de uma maneira desrespeitosa. Quem ganha X não quer ganhar meio X. Vamos mostrar as dificuldades do mercado. É uma realidade. Se eu não consigo pagar, não adianta assumir um compromisso”, disse Andrade apontando os novos caminhos para o Timão sanar suas contas.

O “adios” de Guerrero?

Além do Sheik, a diretoria do Timão também terá de decidir o futuro de Paolo Guerrero no clube. Sem recursos para cobrir a pedida de R$ 18 milhões pelo passe do atacante, o clube ainda tenta negociar. Porém, sabe que a queda na Libertadores pode dificultar o acordo. Diretores acreditam que o jogador tem boas ofertas do mercado internacional e, provavelmente, não abrirá mão da melhor oferta. 


“Existem dois lados na renovação. Eu tenho quase certeza de que ele tem vontade de permanecer no Corinthians. Se não for renovado é por questões financeiras”, explicou Andrade, adiantando as possíveis baixas que estavam programadas apenas para o final de 2015.

Outros três jogadores importantes do elenco ficam sem contrato no fim do ano. Com um prazo maior, o Timão deve esticar as conversas para o segundo semestre e aguardar pelo rendimento. São os casos do lateral-esquerdo Fábio Santos, do volante Ralf e do meia Danilo. O meia Petros, pretendido pelo Flamengo é outro que pode deixar o clube. 

Para sanar tantas contas os cartolas do Corinthians não descartam a venda de jogadores nos próximos meses, já na abertura da janela internacional de transferências. O mais cotado para ser vendido é o zagueiro Gil, que em virtude das boas atuações, pode reforçar o Wolfsburg, da Alemanha, que surge como o principal interessado.


Publicidade
Publicidade