Publicidade
Esportes
Brasileirão Feminino

Iranduba enfrenta Sport fora de casa para tentar recuperar vice-liderança

Após a derrota para a Ferroviária (SP) na última rodada, meninas do Hulk enfrentam a equipe pernambucana na tarde desta quarta-feira (15). Uma vitória recoloca as amazonenses no 2º lugar do grupo 15/08/2018 às 07:32
Show zcr0115 03f 0c1b6d8c a46e 4668 a425 764852b6a838
(Foto: Euzivaldo Queiroz)
Camila Leonel Manaus (AM)

Contra o Sport, às 14h (de Manaus) desta quarta-feira (15), no estádio Barbosão, em Chã Grande (a 77 quilômetros de Recife) o Iranduba enfrentará, pela terceira vez em quatro jogos, a mesma situação: jogará fora de casa contra equipes que ainda lutam para se manter vivas no Brasileiro Feminino.

Primeiro foi o São José, em São José dos Campos (SP). O time apostou todas as fichas e venceu o Hulk por 2 a 0. Na rodada anterior, o adversário foi a Ferroviária em Araraquara. A Locomotiva encontrava-se fora da zona de classificação e também conseguiu vencer o Iranduba por 2 a 0. A situação do Sport não é muito diferente das outras duas equipes, já que a equipe pernambucana precisa vencer para continuar sonhando com a classificação.

A urgência de uma vitória das Leoas, aumenta com o resultado da tarde de terça-feira (14) da partida entre Kindermann e Ferroviária (que interessa tanto para Iranduba quanto Sport). As duas equipes empataram em 2 a 2. O time paulista foi aos 18 pontos e fica na quarta posição, enquanto as catarinenses somam 25 pontos e seguem na vice-liderança.

Com duas derrotas nos dois últimos jogos, o Sport caiu da quarta para a sexta colocação com 15 pontos. Para o treinador do Iranduba, Adilson Galdino, a disputa demonstra o equilíbrio do grupo. “Essa briga pelo G4 demonstra o equilíbrio do nosso grupo e desde o início da competição nós já sabíamos disso e temos essa briga sadia que vai até a última rodada”, pontuou.

O Iranduba já está classificado para a próxima fase, mas tem objetivos a conquistar. A vice-liderança perdida na rodada passada é importante para o time amazonense na próxima fase e para recuperá-la, basta vencer o Sport na tarde de hoje.

“Essa segunda vaga é importantíssima porque nos dá o direito de fazer o segundo jogo em casa independente dos adversários que serão encarados. Cada jogo é uma decisão e fazer um jogo em casa é um fator importante. Nós temos a vantagem de já entrar em campo sabendo do resultado da equipe de Araraquara contra o Kindermann e se tudo acontecer bem, podemos decidir esse segundo lugar antes do jogo contra o Kindermann, na última rodada. Esperamos sair de Recife com uma grande vitória”, explicou.

Para a partida contra o Sport, Galdino terá a volta da zagueira Jujuba, que na última rodada cumpriu suspensão, e da lateral Sinara, que foi liberada pelo departamento médico e estará à disposição.

“Estamos prontos para mais este desafio fora de casa. As atletas estão conscientes de que vamos fazer um bom jogo e precisamos fazer uma partida melhor do que a que fizemos em Araraquara e aproveitar as oportunidades quando elas surgirem”, completa o técnico que garante ter feito corrigido os problemas apresentados na última rodada. 

“Melhoramos a nossa organização defensiva durante os treinos e acredito que teremos uma performance melhor que a do último jogo”, concluiu o treinador que chamou a partida contra a Locomotiva como uma “tarde para ser esquecida”.

Na última rodada, Iranduba e Kindermann (SC) decidem quem fica com a segunda colocação em Manaus. Já o Sport enfrenta o São José. A Ferroviária pega o lanterna do grupo, Pinheirense (PA), dentro de casa.

Publicidade
Publicidade