Publicidade
Esportes
VAI LOTAR

Iranduba ‘ligado nos 220v’ para duelo com Flamengo na Arena da Amazônia

Meninas do Hulk treinaram nesta segunda-feira (19) visando jogo que pode levá-las pela 1ª vez às semifinais do Brasileirão Feminino de futebol 20/06/2017 às 11:35 - Atualizado em 20/06/2017 às 12:21
Show ai
Hulk treinou ontem a noite na Arena e pela manhã no CT do 3B (Foto: Antônio Lima)
Denir Simplício Manaus (AM)

Não tem moleza para as Guerreiras do Hulk. Restando pouco mais de 24 horas para a batalha contra o Flamengo, nesta quarta (21), às 20h, na Arena da Amazônia, na volta das quartas de final do Brasileirão, o elenco do Iranduba treinou forte e em dois períodos (pela manhã no CT do 3B e a noite na Arena) de olho no jogo, que pode ser histórico para o futebol feminino do Amazonas.

Mesmo após o vacilo nos minutos finais no confronto no Rio de Janeiro - onde o Hulk empatou em 2 a 2 depois de estar vencendo por 2 a 0 -, as meninas do Iranduba não desanimaram. Autora do segundo tento contra as rubro-negras, a volante Driely analisou que a equipe amazonense foi bem durante o jogo, mas recuou demais no final.

“Fizemos um bom primeiro tempo, fomos eficiente na marcação e as oportunidades que tivemos soubemos aproveitar. No segundo tempo, nosso time continuou bem postado, porém no final, recuamos bastante e foi onde o time adversário teve duas oportunidades no bate e rebate na área e marcou o gol do empate”, relembrou.

Ligadas no 220v

O gol contra o Fla foi o terceiro de Driely no Brasileirão, que avaliou o empate como bom e alertou que o Hulk têm de estar atento até o fim da partida. “Foi um bom resultado para nós. Mas temos que ser eficientes aqui na Arena o tempo todo. Estar sempre ligadas até o final, como fomos no primeiro tempo lá na casa delas”, afirmou.

Atuando como visitante, o Flamengo venceu três vezes, perdeu outras três e empatou um duelo. Consciente de que o Rubro-Negro é um time perigoso, Driely detectou que o jogo aéreo do Flamengo é um dos pontos fortes do time do técnico Ricardo Abrantes.

“Vimos que a bola aérea foi onde saíram os gols (do Flamengo). Temos que ser eficientes na marcação para que não se repita. Mas vamos para o jogo também, não vamos só marcar”, ressaltou a volante, que pediu até o apoio da torcida do adversário amanhã, na Arena.

“A torcida vai ser importante para nós. Então, que os flamenguistas possam nos apoiar e deixa para torcer pro Flamengo na próxima semana, que nessa quarta sejam Hulk e que nos apóiem até o final”, brincou a volante Driely.

Publicidade
Publicidade