Quinta-feira, 18 de Abril de 2019
publicidade
milene.jpeg
publicidade
publicidade

Corinthians 2 x 1 Iranduba

Iranduba perde invencibilidade e chance de assumir ponta do Brasileiro

No Pacaembu, o Hulk sofreu a sua primeira derrota no Brasileiro Feminino e vê o Corinthians assumir a liderança isolada do Grupo 1


01/06/2018 às 16:30

Fora de casa, o Iranduba perdeu a invencibilidade no Brasileirão Feminino. A derrota para o Corinthians por 2 a 1 na tarde desta sexta-feira (1°) no estádio do Pacaembu, também tirou as chances do Hulk passar as paulistas e assumir a liderança no Grupo 1 da competição. No início da rodada, as duas equipes possuíam 13 pontos, agora, o Corinthians chega aos 16 e assume a liderança isolada do grupo. Os gols do Corinthians foram marcados por Milene e Grazi. Katiuscia, contra, descontou para o Hulk.

No mês de junho, o Iranduba terá 20 dias para se preparar antes do duelo contra o Pinheirense-PA, que acontece no dia 21 na Arena da Amazônia, às 20h (de Manaus). Já o Corinthians enfrenta a Ferroviária no dia 19 na Fonte Luminosa, em Araraquara.

O jogo

O jogo começou estudado com os dois times rodando a bola no meio campo. Muito disso se deve à forte marcação de ambas as equipes. Foi muito bola travada, muitas roubadas de bola que dificultava a vida dos ataques que tentavam chegar à meta adversária. Os primeiros ataques, que foram do Corinthians, se originaram de bola parada. Aos quatro minutos a bola foi levantada em cobrança em cobrança de falta. Ana Vitória cabeceou na pequena área, Maike conseguiu fazer a defesa, mas o impedimento já havia sido marcado. Dois minutos depois cobrança de escanteio do Timão. Cacau cabeceou para trás de dentro da área e Grazi, de fora da área, chutou forte. A bola carimbou a trave e se perdeu na linha de fundo.

Pressionado com a forte marcação das donas da casa, o Iranduba encontrava dificuldade para chegar ao ataque. A primeira vez que a bola do Hulk entrou na área das corinthianas foi aos nove minutos quando Monalisa cruzou uma bola para a área, mas Lelê conseguiu fazer uma defesa fácil. Outra chegada do time amazonense foi aos 19 quando Mayara conseguiu roubar a bola no meio campo e partiu em velocidade. A camisa 11 chutou na meia-lua, mas a bola passou na frente do gol e saiu.

A partir dos 18 minutos, o Corinthians, que apesar de ter maior volume de jogo tinha criado poucas chances efetivas, começou a atacar mais o Hulk, principalmente nos espaços deixados pelo Hulk. Uma das melhores chances foi quando Cacau passou em profundidade para Paulinha rolar para Milene próximo à marca do pênalti. Ela dominou, girou e chutou no canto esquerdo de Maike, mas a goleira defendeu. Aos 34, Grazi recebeu um lançamento em profundidade e ficou cara a cara com a arqueira do Hulk, melhor para a jogadora do Iranduba que se adiantou para fazer a defesa. No minuto seguinte Maglia aproveitou uma bola espirrada e chutou de longe. A bola foi por cima do gol.

O Corinthians tanto pressionou que aos 37 minutos Monalisa perdeu uma bola do lado direito e Grazi aproveitou, cruzou para Cacau que na segunda trave rolou para Milene abrir o placar.

Na segunda etapa, mais pressão

No segundo tempo o Corinthians voltou pressionando. Logo no início Milene partiu em velocidade, tentou driblar Jujuba, mas demorou tanto para chutar que a zagueira conseguiu se antecipar à jogada . Aos cinco Zanoti chutou de longe, mas Maike fez bela defesa. Grazi também tentou de longe aos 11, mas desta vez a bola passou por cima da meta.

Após os primeiros 15 minutos, o Iranduba adiantou a marcação e passou a segurar a bola no campo de ataque. Monalisa após cruzamento cabeceou para a área, mas Lelê defendeu. Djeni tentou de longe, mas a arqueira do Timão impediu o empate mais uma vez. Em meio às oportunidades, o Hulk rodava a bola, esperando a oportunidade, mas pouco produziu em termos de finalizações.

O gol do Iranduba parecia amadurecer, mas aos 23 veio um golpe do adversário. Com 23 minutos, Grazi, na intermediária, dominou, cortou para a esquerda e chutou para o gol. Adiantada, Maike nada pôde fazer para evitar o segundo gol corinthiano. Aos 28 quase saiu o terceiro quando Kamila, que havia acabado de entrar fez jogada pela direita e passou para Grazi, que rolou para Maglia, porém Jujuba conseguiu travar o chute. Um alívio para o Hulk, já que sem a intervenção da zagueira, a volante sairia cara a cara com Maike.

Ficha Técnica

Corinthians: Lelê, Ingrid, Gislaine (Giovanna), Maglia, Grazi, Ana Vitória, Gabi Zanotti, Carina, Milene, Yasmin e Paulinha. Tec: Arthur Elias

Iranduba: Maike, Monalisa, Renata, Jujuba, Cris, Letícia, Amanda Brunner (Priscila), Djeni, Elisa (Kelen), Mayara, Brenda (Luana Grabias). Tec: Adilson Galdino

Estádio: Pacaembu

Árbitro: Daniel Bernardes Serrano

Público: 1742

Gols: Corinthians: Milene aos 37 do 1° Tempo e Grazi aos 23 do 2° Tempo; Iranduba: Katiuscia (contra) aos 49 do 2°T

publicidade
publicidade
Casal é preso por roubar celular e R$ 490 de avós de 80 e 72 anos em Iranduba
Iranduba sofre, mas vence a primeira no Brasileirão Feminino diante do Vitória-BA
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.