Sexta-feira, 30 de Julho de 2021
FUTEBOL

Iranduba perde o último jogo da fase de grupos, mas já classificado, avança para as oitavas

Com a classificação já garantida e jogando fora de casa, o Hulk da Amazônia foi superado pelo Furacão do Vale do Jamari no jogo dessa sexta (18)



WhatsApp_Image_2021-06-18_at_20.24.30_0A748C9F-9DA0-4DDB-85B2-144283A58E57.jpeg Foto: Reprodução/Eleven
18/06/2021 às 20:26

No último jogo válido pela fase de grupos do Campeonato Brasileiro A2, o Iranduba perdeu para o Real Ariquemes pelo placar de 2 a 0, os gols foram feitos por Kattu e Thaynara. O Hulk finalizou em 3º lugar com oito pontos e o Furacão, em 2º, alcançando 12 pontos por causa da vitória.

Apesar de estar mais adormecido no jogo, a primeira chance real de gol foi do Real Ariquemes, aos 9 minutos, Regina recebeu passe na entrada da área, chutou em direção a rede, mas a goleira Milena conseguiu tirar com perfeição.



As meninas do Real não desistiram, em cobrança de escanteio aos 10, Regina tentou mais uma vez, mas Milena defendeu mal e num bate rebate dentro da pequena área, Kattu aproveitou a falha da defesa e abriu o placar.

Ainda houveram outras duas tentativas após o gol, mas sem sucesso pois Milena já estava mais ligada na partida. O Furacão a essa altura já dominava mais, deixando o Hulk sem muito espaço para formar jogadas.

Aos 17, o Iranduba conseguiu formar um contra-ataque que começou com a Deise, mais a frente Maria e Paulinha trocaram alguns passes, porém a defesa do Real já estava fechada e não deixou o Hulk crescer.

Após a parada médica, o jogo continuava na mesma, o Real saía mais para o jogo, criava boas jogadas, já o time do Iranduba estava bem diferente do início da partida, se apresentava de maneira mais recuada, sem agressividade, nem mostrando perigo ao adversário.

No fim dos acréscimos, Deise cruzou a bola, Yasmin conseguiu encostar mas sobrou para Maria que mesmo na frente do gol, chutou feio e não conseguiu marcar. O primeiro tempo terminou com vantagem para o Real Ariquemes.

Segundo tempo

O Iranduba recomeçou o jogo da mesma forma que a anterior, bastante intenso, movimentado, criando jogadas, mas precisaria continuar assim se quisesse empatar ou até mesmo vencer.

Logo aos 4, o Hulk chegou com Elisa dominando a bola, dava para tentar um cruzamento, mas a jogadora finalizou a jogada sozinha e sem sucesso de gol.

Aos 17, Deise passou a bola para a Giselinha que recebeu bem, mas ao cruzar para tentar fazer o gol, veio a Katu e tirou fácil pois a bola era rasteira.

Passado um pouco mais da metade do segundo tempo, o Iranduba tentava achar seu espaço no jogo, mas o Real Ariquemes estava bem fechado e criava dificuldade para as meninas do Hulk obterem mais sucesso nas jogadas.
 
Em contra-ataque do Furacão aos 33, Bia recebeu a bola na entrada da área, a goleira Milena se adiantou e tirou mal, com a sobra o Real tentou novamente mais duas vezes sem sucesso.

Giselly bateu falta aos 39, a bola escapou feio da defesa de Milena sobrando fácil para Thaynara mandar para o fundo da rede e ampliar para o Furacão.

Com time rondoniense bem encaixado na marcação e o Hulk com dificuldade de formar jogadas mais trabalhadas, a partida terminou com a vantagem de 2 a 0 para o Furacão.

Alice Pereira
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.