Publicidade
Esportes
o 'pau comeu'

'It´s Time Combate 6' agitou a noite dos fãs de MMA de Manaus no sábado (11)

Na melhor luta do evento, Luan Fernandes venceu Lucas Ananias por finalização ao aplicar um "mata-leão" em seu oponente em combate espetacular 12/06/2016 às 16:34
Show e9258fa1 4461 42ca 8bb9 d4ae289d1fcf
Noites de fortes emoções e golpes na sexta edição do It's Time Combat, no Sport Bar, em Manaus (Foto: Michael Dantas)
ACritica.com* Manaus (AM)

A sexta edição do “It’s Time Combat”, realizada neste sábado (11), no Sport Bar, na Zona Centro-Sul de Manaus, foi marcada pela vitória especular de Luan Fernandes (da Chiquinho Top Team) sobre Lucas Ananias (MPBJJ/Nova União). Na luta principal do evento, o amazonense Maycon “Boca” Silvan (WL/Nova União) superou o paraense Wanderlly “Vagaroso” (Equipe NFT / Vilhena/Castanhal-PA) por decisão unânime dos juízes e manteve o cinturão dos pesos moscas da organização.

Confronto histórico

A batalha entre Luan e Lucas era a mais esperada pela torcida devido à polêmica da pesagem no dia anterior, em que os atletas se estranharam na Arena da Amazônia. Quando subiram ao “cage” as expectativas de show foram confirmadas, com o lutador da equipe do mestre Márcio Pontes partindo para o ataque, apresentando um repertório afiado de muay thai e boxe. Lucas foi dominante no primeiro round, principalmente por ter quebrado o nariz do oponente com uma série de socos frontais.

Mesmo sangrando, Luan mostrou que tem um coração valente e reagiu no segundo round ao mesclar o melhor do jiu-jítsu, do boxe e do wrestling. A vitória histórica na luta que foi considerada uma das melhores do ano no MMA do Amazonas aconteceu a 1 minuto e 13 segundos do segundo round, com o atleta da Chiquinho Top Team finalizando o adversário com um mata-leão.

“Treinei muito para essa luta, pois meu adversário é reconhecidamente muito bom. Dedico essa vitória para minha família, minha namorada, ao meu mestre Chiquinho e aos meus companheiros da equipe CTT”, afirmou o campeão, que fez questão de cumprimentar Lucas e encerrar a polêmica.

Consagrados no Sport Bar

Além de Luan Fernandes e Maycon Boca, o It’s Time Combat 6 consagrou os seguintes atletas: Elvis Silva, Lucas Almeida, Eliandreo Lopes, Wellington Lopes, Jocinei Alencar, Fernando Barros, Jordan Rocha e Matheus Ortiz. A luta entre Max Douglas e Felipe Pereira terminou empatada por decisão majoritária dos juízes da Comissão Atlética de MMA do Amazonas.

Resultados oficiais do It's Time Combat 6:

Luta 1:
Até 57 kg (mosca) - Elvis Silva (WL/Nova União) venceu Thalyson Freitas (JB MMA/ Sonic Luta Livre) por decisão unânimes dos juízes;

Luta 2:
Até 66 kg (pena) -  Lucas Almeida (SD System/Checkmat) venceu Júnior Bidida (Cristiano Mascarenhas MMA) por finalização em mata-leão a 1min40seg do segund round;

Luta 3:
Até 77 kg (meio-médio) Eliandreo Lopes (Pesadão Jiu-Jítsu) venceu Caio César (Império CT) aos 3min23seg do primeiro round por nocaute técnico;

Luta 4:
Até 70 kg - Wellington Lopes (Nova União/Garagem Jiu-Jítsu) venceu Raphael Guimarães (Nélio Thai/Associação Monteiro) por finalização em guilhotina aos 2min17seg do segundo round;

Luta 5: 
Até 52 kg (palha) - Jocinei Alencar (Kratos Top Team) venceu Jardel Brito (Pesadão Jiu-Jítsu) por decisão unânime dos juízes;

Luta 6:
Até 70 kg (leve) Fernando Barros (Nova União FC) venceu Carlos Wilson (Nak Su Thai Gym) por finalização em mata-leão aos 3min13seg do primeiro round;

Luta 7:
Até 61 kg (galo) Max Douglas (SD System/Checkmat) e Felipe Pereira (MPBJJ/Nova União Coari)empataram por decisão majoritária dos juízes;

Luta 8:
Até 57 kg (mosca) Luan Fernandes (Chiquinho Top Team) venceu Lucas Ananias (MPBJJ/Nova União) por finalização em mata-leão a 1min13seg do segundo round;

Luta 9:
Até 70 kg (leve) - Jordan Rocha (Kratos Top Team) venceu Bartolomeu Ferreira (Tabatinga/Zulu Team) por nocaute técnico a 1min10seg do segundo round;

Luta 10:
Até 57 kg - Matheus Ortiz (MPBJJ/Nova União) venceu Giliarde Wolverine (Renovação Coari Team) por decisão unânime dos juízes;

Luta  11:

Até 57 kg (mosca) - Maycon "Boca" Silvan (WL/Nova União) venceu Wanderly "Vagaroso" (Equipe NFT / Vilhena/Castanhal-PA) por decisão unânime dos juízes.

*Com informações da assessoria

Publicidade
Publicidade