Segunda-feira, 25 de Outubro de 2021
Série D

Já classificado, Penarol vence na Colina e assegura a 3ª colocação do grupo A1

Com gols de Yan Maranhão e Railson, Leão da Velha Serpa derrotou o GAS-RR por 2 a 1 e enfrentará o 4 de Julho-PI na próxima fase



Peninha_1_35B826D3-A343-4D96-926F-96E75641CB7E.jpg Foto: Junio Matos
05/09/2021 às 19:01

Na tarde deste domingo (5), o Penarol fechou a primeira fase da Série D com vitória sobre o GAS-RR por 2 a 1. Yan Maranhão e Railson marcaram os gols do triunfo penarolense no estádio Ismael Benigno, a Colina. Bebeto descontou para o clube roraimense.

Com o resultado, o Leão da Velha Serpa terminou na terceira colocação do Grupo A1, graças à vitória do Castanhal-PA sobre o Galvez-AC, que caiu para quarto. O clube de Itacoatiara fecha a primeira fase com 7 vitórias, 3 empates e 4 derrotas, 23 gols marcados e 14 sofridos.

Na próxima fase, o Penarol enfrentará o 4 de Julho-PI. Os dias e horários dos jogos da primeira fase do mata-mata devem ser anunciados pela CBF durante os próximos dias.

Primeiro tempo

O Penarol deu a saída de bola no estádio da Colina e logo tentou ir para o ataque. Logo aos 40 segundos de jogo, Rodriguinho, pela direita, cruzou uma bola para a área, mas ela passou por todo mundo e saiu. Já com os times mais 'ligados', o Penarol tinha a posse e tentava rodar a bola para tentar passar pelas duas linhas de quatro que o GAS montou na defesa. Com isso, o jeito era apostar nas bolas longas. E foi numa dessas jogadas que Yan Maranhão recebeu aos 11 minutos. Ele passou por dois defensores, entrou na área e driblou o goleiro para acabar com a bola no fundo das redes. Penarol 1 a 0.

A resposta do GAS veio no minuto seguinte, com Branco arriscando de fora da área, mas a bola passou ao lado do gol. O time visitante tentava crescer na partida, mas a defesa do Penarol conseguia neutralizar as jogadas. Em uma delas, Chaveirinho recebeu a bola de Edinho Canutama, mas Bruno Fuso fez a defesa.

Aos 31, o Penarol saiu em contra-ataque e Yan recebeu próximo à área, cortou pro lado esquerdo e quando pisou na grande área, foi derrubado. Pênalti. Railson cobrou no canto esquerdo e ampliou.

O Penarol ainda poderia ter feito o terceiro gol com Yan. Ele entrou na área, passou por dois defensores, cortou o goleiro, mas na hora de concluir, chutou para fora.  Também poderia ter ampliado quando Marcelo Cardoso mandou a bola para a área e Railson pegou de primeira, mas o chute foi para fora.


(Segundo gol do Penarol no jogo, marcado por Railson. Foto: Junio Matos)

Mudança de ritmo

No segundo tempo, o técnico Vaguinho Santos voltou com alterações no time, entre elas o goleiro Bruno Fuso para a entrada de Bruno Colaço, que retornou após gancho de quatro partidas e voltou a disputar um jogo após 11 rodadas. Também tirou Railson e Donavan para as entradas de Diego Victor e Gereca.

Com as mudanças, o Leão sentiu um pouco e caiu de ritmo. O GAS não se abateu e foi para cima,  principalmente em jogadas pelo lado esquerdo com Edinho Canutama, que deu trabalho para a defesa penarolense naquele setor. Primeiro ele cruzou para Branco, que chutou, a defesa afastou, Ney pegou a sobra e chutou para longe. Aos 13, o próprio Edinho driblou dois defensores e chutou na área, mas a bola foi ao lado do gol.

Outra chegada perigosa foi aos 14 em cobrança de falta, quando Chaveirinho cobrou pelo lado direito, Ney cabeceou e Colaço defendeu, colocando para escanteio. Na cobrança de tiro de canto, Ney cabeceou e Colaço evitou o que seria o gol do time visitante. Já o Penarol, quando chegou com perigo, viu Yan receber e chutar a bola para fora. Em uma cobrança de escanteio, Yan cabeceou para fora.

A partir dos 30 minutos, a postura do Penarol ficou clara: esperar o tempo passar. O time tocava boLa contra um GAS que tentava não se entregar, mas que esbarrava nas próprias limitações, quando não era impedido pela defesa do Leão. Até que aos 42, Edinho Canutama saiu jogando e Boca derrubou o jogador na área. Pênalti. Bebeto cobrou no ângulo e diminuiu.

Com o gol sofrido, o Penarol tentou segurar a bola no ataque até o apito final do árbitro, o que garantiu a vitória.


(Grêmio Atlético Sampaio, o GAS, descontou com Bebeto. Foto: João Normando/FAF)

Ficha Técnica

Penarol: Bruno Fuso (Bruno Colaço), Rodriguinho, Cleberson Boca, Renan, Alex Barros, Filipe Tiririca, Railson (Diego Vitor), Donavan (Gereca), Sandrinho (Douglas Bonini), Yan Maranhão (Genison), Marcelo Cardoso. Técnico: Vaguinho Santos

GAS-RR: Deivison, Breno Caio, Sulivan, Thiago Brandão, Amaral, Dácio, Edinho Canutama, Bebeto, Branco (Gabriel),  Chaveirinho e Ney (Oriel). Técnico: Serginho

Estádio: Ismael Benigno

Árbitro: Jean Marcel Latorraca Ferreira (MT)

Gols: Penarol: Yan Maranhão (11' do 1°T), Railson (33' do 1°T); GAS: Bebeto (42' do 2°T)




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.