Sábado, 18 de Setembro de 2021
Nova equipe

’Já vimos uma outra equipe’ diz Flamel sobre postura do Fast

O experiente meia ressaltou que embora o time tenha saído derrotado na última rodada, houve uma mudança de postura positiva no grupo



63133828-3ce2-44d3-9f74-48f3fce4d282_5CE76BA6-7DCE-4940-85F8-CD9E829AFD5B.jpg Foto: João Normando / FAF
22/07/2021 às 09:30

“A gente acredita na melhora. Esse jogo é um divisor de águas para a gente”, há uma semana o meia Flamel (37), usou essas palavras para classificar o confronto contra o Castanhal-PA que aconteceu no último sábado e terminou com a vitória do clube paraense por 2 a 1 em plena Colina. 

Aquela altura, o experiente jogador encarava o jogo como uma ‘decisão’ já que o contexto do clube era delicado. Uma semana após usar o ditado popular para classificar a importância do jogo, o jogador manteve a postura de clima decisivo e salientou nuances do grupo, mesmo com a equipe saindo derrotada na última rodada. 



“O jogo contra o Castanhal seria um divisor de águas, não somente pela vitória, mas a gente precisava de uma postura melhor e nós já vimos uma outra equipe em ação, claro que a gente almejava a vitória, mas pelo jogo que fizemos a gente acredita que faltou um pouco de sorte, mas já percebemos que a confiança já veio e está elevado”, comentou o meia. 

Flamel ainda ressaltou que o jogo do próximo sábado (24), no estádio Modelão, em Castanhal, contra o mesmo time da semana passada, tem um caráter ainda mais importante que o do último fim de semana. A partida marca a abertura do Fast e, uma nova ‘perna’ da competição que o clube terá para tentar garantir a classificação à próxima fase. 

“A gente tá trabalhando essa semana, visando esse próximo desafio que é mais importante que o outro e a gente acredita muito em uma vitória, respeitamos o adversário, mas a gente sabe o que foi feito aqui. É mais um jogo importante, é difícil, mas vamos buscar essa classificação”, afirmou Flamel, que prosseguiu em sua fala esbanjando confiança no grupo e na comissão técnica. 

“A gente confia no trabalho do Lecheva, a gente confia em cada um que aqui está, agora esse jogo é muito importante, é um time invicto, uma equipe que é líder da competição, o jogo passado já deu uma confirmação ao grupo de nova postura, de confiança e a gente precisa ratificar isso no próximo jogo, já que é a mesma equipe da semana passada, e nada melhor que uma vitória sobre os líderes para nos colocar na competição de novo”, finalizou. 

O Fast deve fazer seu último treino na capital amazonense antes de embarcar rumo ao Pará, nesta quinta-feira (22), no CT da Ulbra, atual casa do Tricolor de Aço. O treinador Ricardo Lecheva tem quase todo o elenco à disposição, apenas o atacante Alexandre, que se recupera de lesão, treina separado do elenco. Se não houver mais nenhuma baixa por lesão ou mesmo desligamento do clube, a equipe que deve concentrar para enfrentar o Japiim da Estrada, deve ser a mesma do último sábado.

João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.