Publicidade
Esportes
Craque

Jadson volta ao Pacaembu, lembra show de 2012 e se diz preparado para encarar o Arsenal (ARG)

Experiente, Jadson está preparado para enfrentar mais um time argentino. Na final da Sul-Americana, o Tricolor passou pelo Tigre. Com toda rivalidade entre Brasil e Argentina 05/03/2013 às 20:05
Show 1
Jadson, meia do São Paulo
Acritica.com Manaus (AM)

Jadson voltará ao Pacaembu na noite da próxima quinta-feira diante do Arsenal (ARG), pela terceira rodada do Grupo 3 da Copa Libertadores. Na última apresentação no estádio, o camisa 10 são-paulino deu show e conquistou um feito inédito no clube que perdura até os dias de hoje.

Na vitória por 5 a 0 sobre a Universidad de Chile (CHI), pelas quartas de final da Sul-Americana de 2012, Jadson marcou dois gols pela primeira vez na mesma partida pelo Tricolor. Ele fez o primeiro e o último da equipe na goleada. O meia lembra com carinho daquela noite do dia 7 de novembro.

"Jogamos contra uma equipe muito boa, mas fomos para cima. Fizemos um gol logo no começo e consegui ajudar o time com uma grande atuação. É uma partida que ficará marcada e entrará para história do São Paulo até pelo número de gols marcados", disse Jadson.

O camisa 10 acredita que o ambiente do confronto de quinta-feira será o mesmo encontrado no duelo de 2012. Além disso, ele tira algumas lições daquela partida. Segundo Jadson, o São Paulo tem de marcar logo o primeiro gol, para não sofrer como aconteceu diante do The Strongest (BOL), que abriu o placar no Morumbi, na última quinta-feira.

"É um jogo muito importante e precisamos ganhar de qualquer maneira. A partir de agora todos os jogos serão finais. Temos de matar logo a partida para não passar o aperto que foi no Morumbi. Temos qualidade e precisamos sair na frente para colocar nosso jogo em prática", completou o são-paulino.

Experiente, Jadson está preparado para enfrentar mais um time argentino. Na final da Sul-Americana, o Tricolor passou pelo Tigre. Com toda rivalidade entre Brasil e Argentina, o jogador acredita que o elenco esteja pronto para encarar o Arsenal.

"Todo time argentino tem essa catimba, já jogamos contra o Tigre e vimos como é. Vamos entrar focados e sabemos da importância do jogo. Temos de passar por todas as dificuldades. Que venha a equipe do Arsenal, pois contamos com a ajuda da torcida para conseguir esse resultado positivo", concluiu o camisa 10, vice-artilheiro do time no ano com seis gols.

Publicidade
Publicidade