Publicidade
Esportes
INTERNACIONAL

Jogador amazonense brilha na Ásia e desbrava Myanmar através do futebol

O zagueiro manauara Dedimar saiu da capital amazonense e, por meio do futebol, rodou o mundo. Jogando em Myanmar, ele conta sobre a experiência na Ásia 24/02/2019 às 10:05 - Atualizado em 24/02/2019 às 10:05
Show 50620517 2165512380135735 8301354399351963648 o 981a7beb 5003 42f0 a111 a60df1b19ec9
Dedimar jogou em vários clubes amazonenses e agora desbrava o continente asiático. (Foto: Reprodução Internet)
Valter Cardoso Manaus (AM)

A República da União de Myanmar, também conhecido como Birmânia, é um país quase desconhecido para os brasileiros. Localizado no sudeste asiático, o local tem mais de 50 milhões de habitantes e um deles carrega a missão de representar o Amazonas através do futebol: Dedimar Ferreira. 

O jogador de 26 anos, nascido em Manaus, se profissionalizou aos 17  pelo Sul América e rodou por vários clubes da região como Holanda, CDC de Manicoré e Rio Negro, ele também fez uma verdadeira excursão em vários estados, passando por Minas Gerais, Tocantins, Mato Grosso, Pernambuco, Goiás, mas foi em São Paulo que a sua carreira tomou um novo rumo.

“Conheci um empresário de São Paulo que me fez uma proposta para jogar na Ásia. Eu aceitei e joguei em Laos (país ao norte da China) pelo clube SHB Vientiane em 2015 e 2016, e na Indonésia  pelo Persiba Balikpapan em 2017. Tive uma proposta para jogar na Europa em 2018 e fui jogar pelo Kapaz FC que fica no país  Azerbaijão”, detalhou Dedimar, que fez uma verdadeira peregrinação no mundo do futebol desde que deixou Manaus.

Pelo mundo, além de praticar o futebol, Dedimar conquistou amizades e isso acabou sendo decisivo. “Acabou meu contrato ano passado pelo Kapaz e um amigo meu que jogou comigo em 2015, em Laos, me indicou para o clube que ele estava jogando. O clube gostou do meu material e me fez o convite para participar do time que estou hoje que se chama Shan United FC, em Myanmar”, completou o zagueiro amazonense.

Na nova casa, o amazonense já até comemorou título. O Shan United conquistou a  A MFF Charity Cup, que é a partida  disputada entre os campeões da temporada anterior da Liga Nacional de Mianmar e os detentores do General Aung San Shield, competição disputada em forma de Copa.  

Hoje praticamente um veterano no futebol asiático, Dedimar revelou que foi difícil se adaptar ao novo continente. “Eu estranhei em 2015 no meu primeiro ano jogando aqui na Ásia, sobre a cultura, idiomas, comidas e até os treinamentos que são muito diferentes do Brasil. Meus três primeiros meses foram difíceis, mas depois eu acostumei. Mas o que eu mais senti foi na comida, que é muito diferente. Agora eu estou bem, aprendi muito e já estou acostumado com as coisas aqui na Ásia”, garantiu, confiante.

Cada vez mais consolidado do outro lado do mundo, o jogador garante que ainda busca novos desafios na carreira e já tem as novas metas traçadas. “Pretendo ficar por aqui por muitos anos. Hoje eu já gosto da Ásia, dos lugares e até mesmo algumas comidas (risos). Hoje eu estou jogando aqui na Ásia, mas pretendo voltar para Europa”, finalizou o jogador, que carregou desde a infância no bairro São Jorge, na Zona Oeste de Manaus, o sonho de ser jogador de futebol.

 

Publicidade
Publicidade