Publicidade
Esportes
VIDA BOA

Jogador Juan Mata admite que jogadores ganham demais e ‘vivem em uma bolha’

O jogador da seleção espanhola também disse simpatizar com críticos do futebol moderno, que dizem que o jogo se tornou muito comercial, e criticou a atitude de jovens jogadores que se tornam arrogantes após a entrada no nível profissional 25/04/2016 às 14:23
Show juanmata 3177063
Mata, que saiu do Chelsea para o Manchester United em 2014 por uma quantia relatada de 37 milhões de libras, supostamente ganha 150 mil libras por semana
Reuters Manaus (AM)

O meia espanhol do Manchester United Juan Mata admitiu em entrevista que ele e outros jogadores profissionais de futebol ganham quantidades "obscenas" de dinheiro e "vivem em uma bolha".

Mata, que saiu do Chelsea para o Manchester United em 2014 por uma quantia relatada de 37 milhões de libras, supostamente ganha 150 mil libras por semana.

"Futebol é muito bem remunerado neste nível. É como se vivêssemos em uma bolha. Comparado ao resto da sociedade, ganhamos uma quantia ridícula. É imensurável", disse Mata em entrevista ao programa de TV espanhol "Salvados", transmitido no domingo.

"No que diz respeito ao mundo do futebol, ganho um salário normal. Mas comparado a 99,9 por cento da Espanha e do resto do mundo, ganho uma quantia estúpida."

O jogador da seleção espanhola também disse simpatizar com críticos do futebol moderno, que dizem que o jogo se tornou muito comercial, e criticou a atitude de jovens jogadores que se tornam arrogantes após a entrada no nível profissional.

"Entendo o que estão falando. O lado comercial do futebol faz parecer que os donos agora são mais importantes que os fãs", acrescentou o jogador de 27 anos.

"Todo jogador pensa que é Diego Maradona quando entra em um grande clube. Acontece com todos nós, mas você nota isto em jogadores jovens", disse. "Você vê jovens que pensam que são estrelas do rock; usando roupas extravagantes e dirigindo carros rápidos... as vezes você tem que chamá-los para um canto e conversar".

Publicidade
Publicidade