Segunda-feira, 06 de Abril de 2020
Craque

Jogadores do Princesa lamentam derrota, mas botam fé no jogo de volta contra o Fast

"O Princesa é acostumado a jogos decisivos", diz Nando, que teve uma das bolas do jogo em seus pés nos minutos finais da partida; o capitão Gilson e o meia Lei também comentaram a derrota



1.jpg Nando acredita na força do Princesa para reverter resultado negativo
30/05/2015 às 19:13

Mal terminou a partida entre Princesa e Fast, na Colina, os jogadores do Princesa, assediados pela imprensa, já falavam sobre o jogo de volta, no próximo domingo, com consciência de que a derrota por 1 a 0 aliada à vantagem do Rolo Compressor de jogar por dois resultados iguais representa uma dura missão ao time de Manacapuru.

Lei, que demonstrava claro abatimento após a partida, sentado no banco de reservas, falou com o CRAQUE, analisando a partida e prospectando o jogo de volta. "A gente estava se desfazendo da bola muito fácil, ficando com a bola e não criando um bom ritmo. Mas agora temos mais 90 minutos e devemos ter tranquilidade para reverter o placar", disse ele.



Para o capitão Gilson, nada está perdido. "Tem nada perdido não. Tivemos bastante chance, agora é caprichar mais nas finalizações", disse ele, seguido pelo atacante Nando, que chutou uma das últimas bolas do Princesa em direção ao gol, defendida pelo goleiro fastiano Labilá, que salvou o Rolo do empate.

"O Fast abriu uma grande vantagem, já que é difícil fazer dois gols numa fase decisiva, mas em futebol tudo pode acontecer. Tenho certeza que temos condição de reverter esse placar. Temos que descansar e fazer uma boa semana de trabalho para que domingo a gente surpreenda. O Princesa é acostumado a jogos decisivos", finalizou.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.